Orofacial#26 – Coroas Com ou Sem Metal?

Tempo de leitura: 1 minuto

Coroas para Reabilitação Estética dos Dentes

Não existe melhor opção estética que substitua os nossos dentes naturais…por outro lado, os nossos dentes naturais muitas vezes são definitivamente comprometidos por cáries, quebras ou acidentes…

Daí não tem jeito, deve-se substituí-los por coroas protéticas, as quais podem ser apoiadas em cima de dentes naturais ou implantes.

Nas fotos abaixo, estão coroas apoiadas sobre dentes adjacentes a um dente perdido.

Você pode ver que elas são de 2 tipos básicos: sem metal interno ou com metal interno.

Metal Free

Metalocerâmica

Esteticamente, a mais interessante é aquela sem metal interno, chamadas de “cerâmica injetada”; mas também é a mais cara.

Estas coroas com metal interno mostradas nas fotos são chamadas “coroas metalocerâmicas”.
Elas são mais acessíveis financeiramente, mas podem muitas vezes deixarem a desejar sob o ponto de vista estético.

Coroas Veener
Coroas Veneer (metaloplástica) e também um exemplo de coroa totalmente em metal.

Por outro lado, existem coroas com metal externo, chamadas  coroas veneer ou metaloplásticas. Elas são, em geral mais acessíveis do que as metalocerâmicas ou as “livre de metal” (metal-free), mas por outro lado a sua estética, em geral, deixa bem a desejar. 

Mas veja: toda a coroa apoiada em cima de dentes naturais necessita de desgastes para a sua adaptação.

 

Preparo Coroa

Por isso, muitas vezes se prefere (quando possível) a utilização de implantes para a recolocação de dentes perdidos.

 

 

Saiba mais:

Diferenças entre coroas, pivôs e restaurações (obturações)  

Implantes Dentários – Alguns Conceitos Básicos Sobre Implantes Dentários

Tipos de Próteses Removíveis (“Pontes Móveis”) – Panorama sobre os tipos de próteses dentárias removíveis

 

Gostou? Então deixe o seu Comentário abaixo 🙂

10 Comentários


  1. Bom dia,
    Fiz canal no dente 15,agora preciso colocar coroa e pino,a pergunta é…meu plano só cobre coroa em Metaloplástica ou cerômero,sei que cerômero esta descartado só não sei se a Metaloplástica será bom
    Qual a durabilidade desse material metaloplástica?
    Aguardo resposta
    Grata
    Rute

    Responder

    1. Oi, Rute.
      A coroa metaloplástica é boa enquanto resistência e durabilidade, desde que seja bem confeccionada pelo dentista e pelo laboratório de prótese dentária.

      No entanto, deve-se ressaltar que a parte plástica é feita de resina, a qual pode se desgastar e alterar a cor com o passar dos anos.

      Eu sugiro para você que, se possível, pague a diferença de preço entre a metaloceramica e a metaloplástica, a fim de garantir maior durabilidade estética da coroa protética.
      À disposição para outros esclarecimentos,
      Wagner Munhoz

      Responder

  2. Estou com os dois dentes frontais danificados um se trata de um canal escurecido que a restauração está rachando e o outro está quebrado. Nesse caso o eu terei como saber se será preciso fazer um implante

    Responder

    1. Oi, Keiliane.
      Sinto pelos seus dentes com problemas.
      Acho que os implantes dentários seriam indicados apenas para o caso de os tratamentos dentários conservadores, com canal e coroa não sejam viáveis ou então sem perspectiva de longevidade.

      Peça ao seu dentista um posicionamento sobre a possibilidade e viabilidade de tratamento conservador, mostrando a ele o seu maior interesse neste tipo de tratamento.

      Caso ele veja que não é viável, melhor partir para o tratamento por meio de implantes dentários.

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  3. Olá eu tenho uma dúvida que me intriga, eu quebrei meus dentes da frente muito jovem e então fiz uma recomposição em resina, anos depois coloquei 2 coroas que são metálicas por dentro e tem pinos tbm dentro do dente pelo que sei. Mas o problema é que o dentista antes de colocar tudo isso envolveu meus dentes restinho dos dentes em uma espécie de fio tipo fio dental muito apertado e incômodo e até hoje sinto bastante desconforto por dentro da coroa pq parece que esse fio está matando minha gengiva, não sei se ele poderia ter posto isso, não sei o que fazer em relação a isso, se devo trocar as coroas em um outro dentista. Sei que isso de colocar as coroas foi uma coisa muito agressiva pra mim e depois também tive que passar por 3 cirurgias por conta de uma bolinha de pus que aparecia em cima dessas coroas 2 feitas pelo dentista incopetende e a terceira que resolveu por um dentista melhor. Por favor me responda de isso de usar um fio apertado ao redor do dente desgastado é normal?

    Responder

    1. Oi, Tata.

      Sim, o afastamento gengival para a moldagem de coroas protéticas é um procedimento correto e também necessário, a fim de que se possa copiar perfeitamente bem a margem do dente que receberá a coroa.

      Caso não se faça o afastamento gengival por meio de fio, pode ser que a cópia do dente feita pela moldagem não seja fiel e, assim possa haver falha na coroa protética.
      O afastamento gengival por meio de fio também propicia uma melhor estética da coroa protética, porque faz com que a sua margem seja confeccionada abaixo do nível gengival.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  4. Boa tarde, Dr. Wagner! Tenho uma canal no dente da frente e, consequentemente uso um pino com uma prótese de resina (muito antiga), entretanto irei trocar agora, devido a problemas estéticos. Bom, o que eu quero saber é se, eu poderia colocar uma coroa de porcelana por cima desse pino que é metálico, sem comprometer a estética. Minha dentista me disse que o ideal seria colocar uma metálicocerâmico, pois se colocar uma de porcelana, que tem transparência, irá ficar acinzentada, devido o metal (pino). Ela me disse que, do ponto de vista estético, seria interessante trocar primeiramente o pino por um de fibra de vidro, mas que isso ela não recomenda, porque esse, de fibra de vidro, é muito liso e sai com facilidade, então o mais indicado mesmo seria o de metálicocerâmico. O que você me diz? Obrigado!

    Responder

    1. Olá, Marcelo.
      Se houver manutenção do pino metálico, não há outra solução senão a colocação de coroa metaloceramica.
      Ela é boa esteticamente (quando bem confeccionada e selecionada a cor apropriada), com excelente durabilidade.
      Ocorre porém a possibilidade, com o passar dos anos, de aparecimento de um halo escurecido na margem da coroa, junto à gengiva. Isso geralmente ocorre devido ao aparecimento da cinta metálica da coroa e pode, em alguns casos vir a comprometer a estética.

      Atualmente, temos coroas sem metal (metal-free), as quais possuem boa resistência e durabilidade, sem a presença do esqueleto metálico.
      Só que para isso, em seu caso, será necessária a remoção do pino metálico, uma vez que ele é incompatível com a estética neste tipo de coroa.
      A remoção de um pino metálico deve ser muito bem ponderada antes de se fazer. Isto porque poderá haver possíveis injúrias à raiz do deve durante a remoção deste pino.
      Em outras palavras, deve-se ponderar o custo-beneficio junto ao dentista.

      O pino de fibra de vidro, o qual é estético, quando bem executado, possui a mesma retenção ao dente e durabilidade do que o metálico.
      A sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  5. Boa noite, doutor. Estou com problemas de dentes sensíveis que o sensodyne já não resolve. Pensei em fazer trat.de canal matando o nervo mas sei que fragiliza muito o dente. Pensei se desgasta-lo e cobrir com uma coroa ou ainda resina importada resolveria o problema da sensibilidade. O que o doutor acha?
    Se essa nao for a solução qual seria? Muito grata

    Responder

    1. Oi, Silvani.

      A primeira coisa a fazer para o tratamento de dentes sensíveis seria a total eliminação do consumo de alimentos ácidos (água com gás, refrigerantes, sucos cítricos, vinagre, etc) e associar com cremes dentais para dentes sensíveis (sugiro o Sensodyne Repair).

      Posteriormente, caso haja persistência da dor em um ou mais dentes, deve-se ir ao dentista para avaliação e possível proteção da exposta com materiais dentários específicos.

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *