Orofacial #32 – Implantes Dentários – Alguns Conceitos Básicos

Tempo de leitura: 6 minutos

Reposição Dentária por Implantes

 Implantes Dentais

  

Nos posts anteriores, falei para você a respeito de coroas dentais, próteses removíveis parciais e sobre dentaduras.

Neste post, vou falar para você algumas coisas bem simples a respeito de implantes dentais.

Os implantes dentais são atualmente feitos por meio de parafusos de titânio, os quais são fixados no interior do osso da pessoa, bem onde há ausência dentária.

Partes do Implante
Partes do Implante: Pino de titânio, intermediário e coroa protética

Após a fixação do parafuso, apoia-se a coroa artificial do dente a ser suportado pelo parafuso de titânio.

Na maior parte das vezes, deve-se esperar um prazo entre a fixação do parafuso e a colocação da coroa dental artificial. Este prazo varia, geralmente entre 3 a 6 meses, apesar de haver alguns casos de colocação imediata da coroa dental.

Implante Pronto para Receber Coroa Protética
Implante Pronto para Receber Coroa Protética. Nesta ocasião, o dentista molda a boca do paciente e envia para o laboratório a cópia do implante para a confecção da coroa sob medida.

Noutras vezes, implantes podem suportar dentaduras toais ou próteses parciais. Elas podem ser fixas (ou seja, coladas ou parafusadas) ou removíveis.

Prótese Sobre Implantes

A vantagem dos implantes é que eles tendem a fixar muito mais do que uma prótese removível convencional e não é passível de novas cáries (como ocorre nos dentes naturais).

Por outro lado, assim como os dentes naturais, os implantes devem ser muito bem higienizados diariamente a fim de no ocorrer uma inflamação ao redor deles, o que é chamado de “periimplantite”.

A periimplantite pode levar à rejeição do implante. Por isso, se você tem implantes dentários, procure o seu dentista e peça para que ele avalie a sua higienização e que, se for o caso, lhe ensine bem a como proceder a sua higienização.

 

Quais São as Etapas da Reposição de Dentes Ausentes por Implantes Dentários?

Muita gente me pergunta o que são implantes dentários e quais são as etapas para a sua execução.

Vamos a elas:

1) Inicialmente, o dentista avalia o paciente, a sua saúde, condições da boca (presença de cáries e doenças de gengiva) e do suporte de osso que será utilizado para a fixação do implante dentário;

Rx Panorâmica
A radiografia panorâmica dos maxilares é muitas vezes requisitada para avaliação preliminar da quantidade de osso disponível, bem como para avaliação das condições de dentes e gengivas da pessoa.

2) Havendo condições favoráveis de saúde da pessoa, bem como condições de boca e de suporte ósseo adequados, então, passa-se à segunda fase: cirurgia de fixação do parafuso do implante. Algumas vezes, não há osso suficiente para fixar o implante, sendo necessária a realização de um enxerto ósseo. Tal enxerto, nada mais é do que a colocação de osso ou de algum material a fim de estimular o crescimento de osso no local de fixação do implante;

3) Após a cicatrização do parafuso no osso (também chamada de “osseointegração”), a qual pode variar entre 0 e 6 meses, o dentista faz novo acesso ao implante e coloca uma peça chamada de “cicatrizador”, a fim de que a gengiva se acomode ao redor do implante;

4) Semanas após a colocação de cicatrizador, o dentista coloca uma peça de titânio, a qual procura reproduzir o esqueleto por cima do qual irá ser colocada a coroa, ou “dente postiço”;

 

Implantes dentários

5) Molda-se (ou seja, tira-se uma cópia) este esqueleto de titânio e confecciona-se o dente artificial na medida e cor exatas;

 

Neste vídeo, você poderá assistir a uma simulação de cirugia e reabilitação por implantes dentários

 Dicas Importantes:

Aí vão algumas dicas bem importantes: a manutenção do implante dentário com o passar dos dias, meses e anos é fundamental.

A higienização deve ser feita com escovação dentária 3 x ao dia, e uso de fio dental por debaixo do “dente postiço” do implante, isto é, entre o dente e a gengiva. Isto irá preservar o implante e a gengiva de suporte da ação de germes da boca.

A pessoa deve retornar periodicamente ao dentista para revisão do implante dentário (sempre consulte o seu dentista, ok?).

Outra dica importantíssima é esta: a pessoa que recebeu um implante dentário deve pedir ao dentista uma cópia de sua ficha clínica, portando todos os procedimentos realizados, bem como a marca, tipo, tamanho dos impantes utilizados.

Isto porque o implante (quando bem confeccionado e cuidado pela pessoa) irá ficar na boca da pessoa por décadas. Assim sendo, neste tempo a pessoa ou o dentista que confeccionou o implante podem mudar de cidade ou perder o contato por qualquer motivo e assim deve-se procurar outro dentista para acompanhar a saúde do implante confeccionado. Se a pessoa que recebeu o implante dentário não souber a marca ou o tipo de implante, pode-se haver dificuldade em se encontrar um dentista especialista neste tipo de implante (existem dezenas de tipos e marcas de implantes dentários).

 

 

Coroas Sobre Dentes Naturais X Coroas Sobre Implantes.

Atualmente, as coroas protéticas podem se apoiar sobre dentes naturais ou sobre implantes dentários.

 

Coras Dentárias Sobre Dentes e Sobre Implantes
As coroas podem se apoiar sobre dentes naturais ou sobre implantes dentários

 

Coroas e Implantes Dentários

As coroas apoiadas em dentes naturais são indicadas quando, por algum problema de cáries dentárias ou por acidentes, houve grande perda da estrutura da coroas do dente natural.

Já as coroas apoiadas sobre implantes dentários são indicadas quando houve perda total do dente natural.

Veja bem: cada uma tem a sua indicação precisa…não se deve indicar implantes dentários em substituição a dentes naturais que poderiam muito bem receber coroas protéticas.
Por outro lado, também não se deve “forçar” a colocação de coroas em dentes naturais naqueles dentes que realmente foram muito abalados por um acidente ou por cáries.

Note nas fotos que para se fazer uma coroa dentária em dente natural, deve-se fazer um certo desgaste nele a fim de dar espaço para a futura coroa. Isto faz parte da técnica.

No caso de implantes, deve-se fixar o parafuso do implante diretamente no osso do espaço do dente ausente. Após a fixação do implante, basta esperar o tempo de cicatrização (chamada de “osseointegração”) e, então, confeccionar a coroa dentária.

 

 

2 Comentários


  1. SOU POBRE

    Responder

    1. Olá, José Maria.

      Os preços de implantes irão variar de acordo principalmente a partir de onde você irá fazer o tratamento.

      Em geral, clínicas particulares têm um preço um pouco maior, ao passo que, ao se fazer em convênios ou cooperativas odontológicas, ou ainda, em associações sem fins lucrativos (Associação Brasileira de Odontologia (ABO) ou APCD/ABCD Associação de Cirurgiões Dentistas), faculdades, em geral possuem um preço mais acessível

      Procure nestes sites:
      http://www.apcd.org.br
      http://www.abo.org.br
      http://www.uniodonto.com.br

      À disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *