Orofacial #57 – Técnicas de Higiene Bucal – Parte 1: A Escovação dos Dentes

Tempo de leitura: 13 minutos

Técnicas de Higiene Bucal – Parte 1: A Escovação dos Dentes

 

Quais São as Grandes Chaves Para a Saúde de Dentes e Gengivas?

Manter a saúde de dentes e gengivas, preservando os seus dentes durante a sua vida inteira, poderia ser para algumas pessoas um grande sonho.

Para outros, isto poderia parecer muito complicado e até mesmo dispendioso financeiramente.Na verdade, grande parte de sua saúde depende de alguns conhecimentos básicos e simples técnicas de higiene da boca.

Então vamos ao passo-a-passo que poderá guiar qualquer pessoa rumo à manutenção de boca durante toda a vida. Aí vai:

1) Aprender a olhar a sua própria boca: Ter um espelho (de preferência com aumento 3-5X com boa iluminação ambiente) e olhar cuidadosamente os dentes e as gengivas. Você poderá ficar espantado pelo número de detalhes que sempre estiveram dentro de sua boca. Estarei ensinando um pouco de detalhes e técnicas neste grupo http://www.facebook.com/groups/orofacial (grupo fechado. Necessário solicitar admissão).

2) Escovar os dentes com suavidade: A escova deve ser nova e macia. Usar creme dental com moderação (não colocar muita pasta). Realizar uma sequência de escovação de forma a não se esquecer nenhuma região dos dentes. Veja as figuras abaixo.

3) Passar fio dental cuidadosamente dentro do vão entre o dente e a gengiva (chamado de “sulco gengival”; veja as figuras). Não esquecer de passar atrás dos últimos dentes.

 

fio dental
A limpeza dos dentes se faz por meio da escovação dos dentes e pela passagem de fio dental

 

Passagem fio dental
A passagem de fio dental entre os dentes é fundamental para se remover a placa bacteriana dessa região, bem como limpar o interior da gengiva, em um espaça chamado “sulco gengival”.

 

4) O uso de enxaguatórios bucais deve ser realizado somente sob orientação do dentista.

Enxaguatórios higiene bucal

5) Retorne ao dentista para avaliação e limpeza dentária profissional anualmente ou quando o seu dentista assim recomendar. 

6) Curta e acompanhe as dicas do Projeto Orofacial – Saúde e Estética de Boca e de Face. Você poderá acompanhar gratuitamente estas dicas sobre saúde de dentes e gengivas por meio desta página http://www.orofacial.com.br/home

 

A escovação dos dentes: um dos grande pilares da saúde da boca

 

Neste post, vou falar um pouco a respeito da escovação dos dentes. Nos próximos, falaremos de higienização de dentes e gengivas pelo uso de fio dental.

Existe uma frase que define bem a dificuldade que a grande maioria das pessoas tem para aprender a técnica adequada de escovação dos seus dentes. Aí vai a frase:

“Uma pessoa dificilmente consegue aprender aquilo que a credita já saber”.

Ora, a grande maioria das pessoas sabem que precisa escovar os dentes todos os dias, ao menos 2 vezes.

O problema está aí: uma vez que a pessoa repete um hábito todos os dias, ela passa a acreditar que já assimilou a técnica e que, por isso, sabe exatamente como proceder para escovar os seus dentes…mas se é assim, então por que há tantos problemas dentários nas pessoas? Cáries, doenças de gengiva, retrações gengivais, sensibilidade nos dentes, problemas de hálito, etc…?

A maior parte destes problemas ocorre – ao menos em parte – devido à técnica de higienização deficiente ou equivocada da boca.

Aqui vão algumas regras para uma boa escovação dos dentes:

1) Escolha bem a sua escova de dentes e troque a cada 2-3 meses, ou quando você reparar que as cerdas começam a abrir.

A escova dental deve ter boa marca, cabeça pequena (26 a 35 tufos), cerdas arredondadas e macias. 

Veja a figura abaixo. Repare que as cerdas da escova de dentes devem ser macias, com pontas arredondadas e, principalmente, alinhadas. Cerdas desgastadas e envergadas pelo uso, além de não servir mais para escovar os dentes, acabam por machucar as gengivas e colaborar para gerar – com o passar dos anos – retrações gengivais.

Por isso, você deve prestar bem atenção à sua escova. Caso ela comece a apresentar sinais iniciais  de desgaste em suas cerdas, troque a escova o quanto antes.

escovação

 

escova cerdas
Cerdas da Escova de Dentes: Repare que as cerdas da escova de dentes devem ser macias, com pontas arredondadas e, principalmente, alinhadas. Cerdas desgastadas e envergadas pelo uso, além de não servir mais para escovar os dentes, acabam por machucar as gengivas.

 

 Escova Manual  X Escova Elétrica: Qual Devo Escolher?

Para responder a esta pergunta, por favor, leia este post aqui do Blog Orofacial:  Escova Manual  X Escova Elétrica: Qual Devo Escolher?

 

escovação dentes
Ambas as escovas possibilitam boa escovação dos dentes, basta que a pessoa possua uma boa técnica de escovação.

 

2) Escolha o Creme Dental Adequado para Suas Necessidades: antigamente, a escolha de um creme dental não fazia assim tanta diferença na limpeza dos dentes, uma ver que um creme dental era bem semelhante com o outro.

Atualmente, novas composições de cremes dentais tornam a escolha mais difícil para a pessoa. Qual creme dental é mais indicado para o meu caso? 

A resposta vai depender de quais são realmente são as suas necessidades: Cáries frequentes? Problemas gengivais (gengivas sangram?)? Manchamento nos dentes? Sensibilidade nos dentes ao frio, doces, etc.? Problemas de hálito?

Todas estas necessidades devem ser acompanhadas pelo seu dentista, uma vez que nenhum creme dental pode – por si mesmo – solucioná-las.

Por outro lado, após o acompanhamento pelo dentista, a escolha de um creme dental compatível pode ser bem importante. Em outra ocasião, vou falar um pouco mais sobre tipos de cremes dentais para cada necessidade da pessoa.

Higiene Bucal Escova elétrica
A escovação, seja ela manual ou com escova elétrica, deve ser feita com o uso de cremes dentais específicos para as necessidades de sua boca, dentes e gengivas. Nenhum creme dental consegue, por si só solucionar as necessidades da pessoa. Consulte sempre o seu dentista.

 

Quantidade de creme dental na escova

A quantidade de creme dental a ser utilizado pela pessoa já foi tema de um outro post. Para saber mais sobre isso, acesse esta página Quantidade de Creme Dental na Escovação .

Quantidade de creme dental na escovação
Quantidade de creme dental para a escovação. Repare que a quantidade usada deve ser pequena. Grandes quantidades, além de desperdiçar o creme dental, acaba por fazer grande quantidade de espuma, diminuindo instintivamente o tempo de escovação pela pessoa.

 

A quantidade ideal deveria ser a do tamanho de um grão de ervilha. Veja a figura abaixo.

 

Creme Dental
A quantidade de creme dental a ser utilizado deve ser a to tamanho de um grão de ervilha.

 

3) Escovação dos Dentes: vamos a algumas perguntas frequentes a respeito de escovação de dentes.

a) Por qual região da boca devo começar a escovar os dentes?

Resposta: Você pode começar a escovação por qualquer região, mas aconselha-se começar pelas superfícies pelas quais você mastiga a fim de facilitar a dissolução do creme dental.

Marque este como um ponto inicial para a escovação e comece daí a escovar sequencialmente, isto é, seguindo uma ordem, a fim de não esquecer nenhum região dos dentes.

 Escovação Superfícies oclusais

Escovação Superfícies oclusais. Inicie por esta região, a fim de facilitar a dissolução do creme dental. Você molha ligeiramente o creme dental colocado nas cerdas da escova e pode iniciar por esta região.

b) Qual é a força que devo colocar a escova?

Resposta: A escova de dentes deve ser segurada com suavidade, caso contrário, a pessoa, sem se dar conta, passa a escovar os dentes também com muita força.

 

escovação dentes
Segurando a escova de dentes: Se a pessoa segura a escova de dentes com muita força, possivelmente ela usará muita força para escovação. O excessode força na escovação prejudica a longevidade da escova de dentes (ela passa a durar alguns dias ou poucas semanas) e pode provocar – com o passar dos meses ou anos – retração de gengiva e lesões na base dos dentes (onde termina a coroa do dente e começa a gengiva).

Uma escovação muito vigorosa não colabora em nada para uma boa escovação (a placa bacteriana é muito mole, fácil de remover. Não se necessita de força para a sua remoção diária), mas pode prejudicar em muito a gengiva e o dente.

A escovação vigorosa, com o passar do tempo pode levar à retração da gengiva, bem como ao desgaste da margem do dente localizada entre a coroa e a raiz do dente.

Dentes e Gengiva

 

Retração gengiva
Retração da gengiva e desgaste da raiz do dente ocasionados por escovação vigorosa de longo prazo. Esta perda é irreversível, no entanto, existem algumas técnicas de cirurgia plastica de gengiva, onde pode-se enxertar uma nova gengiva sobre a retração.

c) Quais são os movimentos que devo realizar para uma boa escovação?

Resposta: Depende da região dos dentes que estamos escovando.

Veja este vídeo:

 

Se a região for aquela onde mastigamos, pode-se usar movimentos de vai-vem amplos.

Escovação Superfícies oclusais
Escovação das superfícies mastigatórias dos dentes. Nestas regiões, pode-se utilizar movimentos amplos de vai-vem. Isto porque não há gengiva nestas regiões e o esmalte dos dentes é bem espesso, não havendo risco de abrasão.

Se forem regiões dos dentes em contato com a gengiva, o movimento que devemos utilizar é principalmente aquele semelhante a um “gari varrendo a rua”, ou seja, movimento de varredura em uma só direção. Isto irá proteger os dentes e as gengivas de uma agressão por trauma constante.

A escova é colocada em uma posição de contato próximo à gengiva e realizam-se movimentos de varredura em uma só direção.

Os movimentos sempre devem ser realizados “a favor” da gengiva, nunca “contra” ela, o que poderia levar com o passar dos anos à retração. Então, nos dentes inferiores, o movimento deve ser de cima para baixo, enquanto que nos dentes superiores deve-se realizar movimentos de “cima para baixo”.

Higiene Bucal Escovação dentes
Escovação das superfícies livres: estas regiões estão em contato com a gengiva e, portanto, devem ser muito bem cuidadas a fim de se evitar traumas, retrações gengivais e desgastes dentários por abrasão. Note que a escova é posicionada inclinada na base do dente e, a partir daí, realiza-se movimentos em “varredura” (semelhante ao gari varrendo uma rua). Os movimentos sempre devem ser realizados “a favor” da gengiva, nunca “contra” ela, o que poderia levar com o passar dos anos à retração. Então, nos dentes inferiores, o movimento deve ser de cima para baixo, enquanto que nos dentes superiores deve-se realizar movimentos de “cima para baixo”.

Evita-se assim a retração e o desgaste dos dentes, ocasionados por traumas repetitivos durante muitos anos.

Higiene Bucal Escovação
Repare que com o movimento em varredura, as cerdas penetram entre os dentes, limpando muito bem esta região. O fio dental pode então concluir a limpeza desta região, chegando até por baixo da gengiva (“sulco gengival”).
Higiene Bucal Escovação dentes
Nesta região frequentemente se acumula muito tártaro. Portanto, ela deve ser muito bem higienizada diariamente. A escova pode ser utilizada “em pé”, a fim de se escovar dente-a-dente, sempre se utilizando movimentos em varredura em direção a favor da gengiva.
Higiene Bucal
Superfícies que entram em contato com a língua são muito susceptíveis ao acúmulo de placa bacteriana e tártaro. Nestas regiões (assim como naquelas que entram em contato com os lábios e as bochechas) coloca-se a escova em posição inclinada, junto à gengiva, realizando movimentos sequenciais em varredura, a favor da gengiva. Repare que as cerdas penetram entre os dentes, limpando muito bem esta região.

 

d) Quanto tempo devo escovar os meus dentes e quantas vezes ao dia?

Resposta: O ideal é realizar a escovação 3 vezes ao dia, não se esquecendo de se escovar sempre à noite antes de dormir. Isto fará que seus dentes fiquem protegidos durante as horas do sono, quando a quantidade de saliva na boca é menor, favorecendo a desproteção dos dentes.

Cada escovação deve ter aproximadamente 3 minutos, a fim de se conseguir higienizar todas superfícies de todos os dentes.

Aí vão algumas dicas importantes:

– Se você ingeriu alimentos ou bebidas ácidas (refrigerantes, águas gaseificadas, sucos cítricos (limão, laranja, abacaxi, maracujá, etc.)) evite escovar os dentes logo após a fim de se evitar a abrasão do esmalte dos dentes que foram levemente descalcificados pelo ácido. Bocheche apenas creme dental + água por 1 minuto (a fim remineralizar o esmalte dos dentes agredidos pelo ácido), postergando a escovação por 30 minutos. 

 – Antes de escovar os dentes, passe o fio dental. Desta forma, haverá remoção dos resíduos de alimentos que ficaram presos entre os dentes durante a  alimentação, abrindo espaço para uma melhor escovação dentária (ver posts futuros sobre limpeza entre os dentes pelo fio dental).

– Após a escovação dos dentes, escove a língua, a fim de remover as bactérias de sua superfície, prevenindo assim a halitose (mau-hálito). Ver post sobre este assunto em Halitose: Por que escovar a língua?”

– Ao enxaguar a boca, utilize uma quantidade mínima de água na boca, a fim de não remover totalmente os princípios ativos do creme dental (flúor, antissépticos, etc.). O ideal seria somente cuspir entre 6 a 10 vezes, a fim de remover o excesso. Após, lavar e secar somente os lábios, removendo o creme dental desta região.

Higiene Bucal escovação

Após a escovação, lave e seque bem a sua escova em água corrente e guarde em local apropriado. Se quiser, você pode usar um protetor de cerdas a fim de manter a cabeça da escova sempre protegida do meio ambiente do toilete, o qual é em geral muito contaminado por germes.

 

Higiene Bucal Lavar a escova de dentes

 

 

 No próximo post, vou falar a respeito de higiene do espaço entre os dentes. É só aguardar.

escovação dentes bochechos

Se quiser saber mais sobre saúde de dentes e alimentação saudável, assista este vídeo abaixo:

 

Gostou? Então deixe o seu Comentário abaixo 🙂

2 Comentários


  1. gostaria de saber se escovar dentes com bicarbonato é bom ? ajuda a clarear os dentes ? obrigado.

    Responder

    1. Oi, Janaína, td bem?
      Realmente, o pó de bicarbonato não deve ser utilizado para escovação dos dentes.
      Isto porque ele é muito abrasivo, isto é, ele “lixa” progressivamente os dentes.
      Veja, Janaína, que uma vez que o esmalte é riscado pelo pó de bicarbonato, ele ficará (além de desgastado) mais propenso a acumular futuramente mais resíduos e mais corantes vindos da nossa alimentação diária, resultando em mais manchamento.
      Por isso, caso vc queira clarear os seus dentes, consulte o seu dentista de confiança.
      Ele irá avaliar os motivos que fazem os seus dentes ficarem não claros e propôr um tratamento, ok?
      Caso queira mais informações, basta escrever, ok!
      Abcs
      Wagner Munhoz

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *