Orofacial #62 – Pivô X Coroa Dental Total (“jaqueta”) X Coroa Dental Parcial X Restauração (“Obturação”) do Dente

Tempo de leitura: 6 minutos

Pivô Dental X Coroa Dental Total (“jaqueta”) X Coroa Dental Parcial X Restauração (“Obturação”) do Dente

 

Já falei em outro post neste blog a respeito de coroas totais com ou sem metal.

Se você ainda não leu, aqui vai o endereço:

apresentacao1

Coroas com ou sem metal ==> http://www.orofacial.com.br/orofacial_26

 

Neste post, quero mostrar para você a diferença entre o pivô, a coroa total, a coroa parcial e a restauração (“obturação”) simples do dente.

Todas estas técnicas de restauração do dente, servem para recompor a estrutura do dente que foi perdida durante alguma injúria, tais como cárie dental, quebra durante a mastigação ou trauma (acidente).

Trauma Dental
Os métodos de restauração são utilizados para repor a estrutura do dente perdida. A técnica de reparo a ser utilizada irá depender do tamanho da estrutura do dente que foi perdida pela cárie ou trauma sobre o dente

Cada uma destas técnicas de reabilitação do dente injuriado tem a sua indicação precisa.

Sérios problemas ao dente – em curto, médio ou longo prazos – ocorrem quando se procura negligenciar as indicações de cada uma destas técnicas, tal como, por exemplo, colocar uma restauração simples onde deveria ser indicada uma coroa.

Vejamos as diferenças entre estes tipos de técnicas de reparo do dente

A restauração do dente, popularmente chamada de “obturação”, é indicada para pequenas ou médias perdas de estrutura dentária, em geral quando a cúspide do dente (a “ponta” do dente posterior) não foi comprometida. Ela é confeccionada diretamente pelo dentista na boca da pessoa pela inserção de materiais próprios.

Cárie
As restaurações são indicadas quando há pequenas ou médias perdas de estruturas dentárias. Nesta figura, note que a cárie comprometeu pequena quantidade de estrutura do dente. Nestes casos, indica-se uma restauração convencional.

Em geral, estas restaurações podem ser de 2 tipos: a de amálgama de prata e a de resina, a qual procura reproduzir a cor natural do dente). 

 

A coroa parcial é indicada quando a perda de estrutura do dente é grande (contra-indicando, assim a restauração simples), mas não é suficiente para a indicação de uma coroa total. Indicar erroneamente uma coroa total ao invés de uma parcial, poderia desgastar muito o dente natural da pessoa, debilitando-o sem necessidade. A coroa parcial pode ser metálica ou em porcelana (cerâmica). A primeira, em geral é mais resistente e tende a se adaptar melhor no dente da pessoa. A coroa parcial feita de porcelana tem a vantagem de ser mais estética.

IMF
(Fonte www.sanaris.ba)
Coroa Parcial
Coroa parcial em cerâmica (porcelana).
(Fonte: www.dentarizea.ro)

 

A coroa total é chamada assim porque ela abraça totalmente o dente. Por isso, tradicionalmente ela era chamada de “jaqueta”. Ela é indicada quando a injúria no dente atingiu totalmente ou, pelo menos, grande parte da coroa do dente.

Coroa Total

Uma vez que ela “abraça” mais o dente do que uma coroa parcial, o dentista deverá desgastar mais o dente para a sua confecção. Portanto, ela deve ser indicada apenas para casos onde não a perda de estrutura do dente foi muito grande. Quando não houve perda de muita estrutura do dente, pode-se indicar a coroa parcial.

 Coroa total

Atualmente, a coroa total também é usada em implantes, para restabelecer a forma e função da coroa do dente ausente. 

A coroa sobre implante não se apoia sobre o remanescente dental (o que sobrou do dente), mas sobre um parafuso de titânio fixado no osso da boca da pessoa, onde outrora havia o dente natural.

 Saiba mais sobre implantes dentários. Clique aquiCoroa sobre implante

O pivô é um termo popular para indicar uma peça que envolve a colocação de um pino dentro da raiz e, sobre este pino, a colocação da coroa protética. Ele é indicado, em geral pós-tratamento de canal, quando há perda total da coroa natural do dente.

Pivô dentário

O custo financeiro destas técnicas vai crescendo conforme a perda de estrutura dentária.

Desta forma, em geral, uma restauração simples é mais barata do que uma coroa parcial, a qual é mais barata do que a total…mas o custo da técnica não deve de forma alguma ser o fator determinante na sua escolha.

Como disse anteriormente, a escolha errada do tratamento pode a levar a graves problemas futuros, inclusive acarretar a perda do dente.

Portanto, antes de aderir a um ou outro método de reparo do dente, converse bem com o seu dentista.

O custo do tratamento não deveria ser o único critério para se escolher este ou aquele procedimento. Mesmo porque uma indicação equivocada da técnica de reconstrução poderá muito possivelmente levar à perda futura do tratamento feito ou mesmo do dente como um todo.

Custos de tratamento por prótese

O custo de tratamentos variam de acordo com a complexidade do caso.

Por exemplo, uma coroa parcial em metal pode variar entre R$600-1200.

Já uma coroa metalo-cerâmica varia entre R$1.000-1.500 em média, sem contar o preço de um possível tratamento de canal associado.

Se para ancorar melhor a coroa protética, a pessoa necessitar de um pino (núcleo), o custo poderá aumentar mais R$300-500.

Implantes dentários é uma “caixinha de surpresas”, podendo variar desde R$1500 até 4.000 por dente.

Logicamente, estes preços poderão variar muito entre dentistas, de acordo com os seus custos particulares.

Quais os cuidados que você deverá ter após o recebimento de uma restauração, coroa ou implante?

Importante: Seja lá a técnica que você use para reabilitar um dente, ou seja, restauração, coroa ou implante, você deverá ter muito cuidado com a higienização. Veja os cuidados de higienização nestes posts

Escovação Dental 

Como Usar o Fio Dental

Como Higienizar Próteses, Implantes e Aparelhos Ortodônticos?

Veja também como evitar que em sua coroa infiltre cárie neste post

Cárie Dentária, Você Precisa Saber Evitar

Se você tem dúvidas a respeito de qual tratamento seria mais adequado para o seu dente, coloque um comentário, dúvida ou pergunta abaixo. Será um prazer poder esclarecer para você.

Gostou? Então deixe o seu Comentário abaixo 🙂

253 Comentários


  1. Bom dia Wagner, me ajuda numa dúvida, fiz canal mas o dente não suportou e quebrou ficando somente uma parede lateral, meu dentista quer fazer uma coroa de porcelana e eu estou na dúvida entre já partir para um implante. Oque seria melhor nesse caso?? Grato

    Responder

    1. Oi, Roberto.
      Sinto pelo problema em seu dente.

      Esta sua dúvida é muito recorrente nos consultórios dentários…tanto a fratura de um dente em que foi tratado o canal (uma vez que ele fica muito fragilizado), quanto a decisão entre fazer uma coroa ou partir para o implante dentário.

      Vou falar para você aquilo que eu faria em meu dente, caso eu estivesse em seu lugar, ok?

      Aí vai:

      Eu conversaria profundamente com o dentista e pediria para ele me dizer se o dente está em condições reais de receber uma coroa (isto é, se o tratamento de canal e o suporte dele estão ok). Se sim e se ele me garantisse uma longevidade de – pelo menos 10 anos (ou mais) – acho que valeria bem a pena conservar o dente. É claro que, tanto uma coroa quanto um implante dentário deverão ser bem cuidados por você entendeu? A longevidade não é só do procedimento em si, mas tem que ser aliada ao seu autocuidado diário…

      Por outro lado, caso o dente este debilitado de alguma forma, não se garantindo uma grande longevidade, acho melhor extrair e colocar um implante dentário, entendeu?

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  2. Bom dia, Dr.

    Fiz canal e coloquei um núcleo com coroa, ocorre que o dente é frontal e percebi que ficou bem diferente do outro que é natural.

    Foram 6 dias de procedimentos e no final ele pegou uma caixinha com vários dentes e foi testando e depois falou: – “É esse aqui”

    Creio que não tenha feito o dente baseado no molde que havia tirado.

    A minha dúvida é se ele pode pegar dentes da caixinha ou deve fazer o dente de acordo com o molde tirado.

    Obrigado

    Obs. O dentista pertence a rede do meu plano dentário

    Responder

    1. Oi, Roberto.
      Sinto pelo seu problema envolvendo prótese unitária.

      Na verdade, pela minha experiência profissional, vejo que fazer próteses pelo plano odontológico nem sempre é a melhor escolha.

      O dentista escolhe a cor do dente a ser confeccionado por meio de uma escala de cores. Talvez, está “caixinha” seja exatamente esta escala.

      Por outro lado, a substituição de um único dente por meio de coroa protética unitária, é sempre um grande desafio… dificilmente o laboratório de prótese conseguirá imitar com perfeição os demais dentes naturais.
      Mesmo para laboratórios de prótese bem refinados, sempre será um desafio.

      Sugiro que você converse com o seu dentista, a fim de que se consiga refinar o resultado, tendencialmente ao seu gosto.
      À disposição para qualquer esclarecimento adicional
      Wagner Munhoz

      Responder

  3. Eu tenho um pivote na boca fiz o canal a três anos atras mas o dente não suportou quebrou e eo do canal que tem o pivote como devo fazer pq tem mau cheiro

    Responder

    1. Olá, Bruno.
      Sinto pelo seu dente.
      Quando há uma fratura do pivô, deveria se procurar a sua reposição por outro.
      Antes, porém, deverá ser avaliado o canal do dente pelo dentista, a fim de ver se ele está em condições ou se o canal estaria contaminado por bactérias.
      Por outro lado, se houver fratura da raíz do dente, não há outro jeito senão fazer a remoção do dente e colocação de um implante dentário.
      À disposição para outros esclarecimentos.
      Wagner Munhoz

      Responder

  4. Oi Wagner ! Adorei todas ás experiência aqui passadas e também tenho uma pergunta. Meu nome é Gustavo, moro em New Jersey USA . Fiz um implante de dois pinos no Brasil , não coloquei as coroas pois tinha que voltar logo para os New Jersy, quando retornei ao Brasil á Dentista e o consultório sumiram . Procurei outros dentistas no Brasil e Estados Unidos é ninguém quer colocar as coros pois dizem que não sabem á marca do implante e eu não consigo encontrar á doutora o que faço? Obrigado pela atenção ???????? Sucesso neste maravilhoso canal de comunicação .

    Responder

    1. Oi, Gustavo.

      Obrigado pela sua pergunta.

      Gostaria de aproveitar a sua pergunta para deixar registrado a todos que lerem este post que, sempre que alguém for planejar e realizar qualquer implante dentário, deve solicitar por escrito (ou por email) todo o inventário de implantes dentários a serem utilizados.

      Este fato que está ocorrendo com você, é muito comum… sempre oriento os pacientes querem fazer implantes dentários para pensar no futuro: e se o dentista que irá fazer o seu implante se mudar, se aposentar, ou falecer? Se você mudar de país?…quem irá cuidar ou dar manutenção aos implantes dentários colocados?

      Gustavo, posso sugerir algumas soluções para você:
      – Caso você tenha o nome completo do profissional, a partir de alguma prescrição de receita ou atestado, bastaria buscar na internet ou no conselho regional de odontologia do estado que você fez o tratamento.
      – Checar nas vizinhanças do consultório, se o dentista deixou algum rastro de contato.
      – Caso você definitivamente não encontre o seu dentista, sugiro que você vá em especialista em implantes dentários que trabalhe em diversos sistemas de implantes e ver se ele descobrirá o modelo de seu caso. Você pode fazer uma busca no Google e ver este tipo de especialista.
      – As marcas mais usadas aqui no Brasil são Conexão, Sin, Neodent, Titanium fix, Dentoflex. Mas existem outras marcas nacionais, tais como o Bortoli, Serson, entre outros.
      Em termos de implantes dentários importados usados no Brasil, temos o Nobel Biocare, 3i, Straumann, Frialit, Ankylos.

      À disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

  5. Ola o meu caso e o seguinte tenho dois canais nos dois dentes superior da frente…e ja faz alguns meses que quebrou o canal e um dos dentes esta mole sera que vou precisa extrair o dente a dentista faliu que ela vai analisar se consegue colocar uma coroa sera que eu dor.indo esse dente pode soltar sozinho pq esta mole estou desesperada

    Responder

    1. Oi, Cristiane.
      Sinto pelo seus dentes.

      Pelo que você me descreveu (veja bem, Cristiane, eu não estou vendo diretamente o seu dente…é só um impressão pessoal), acredito que você tenha que conversar muito bem com a sua dentista quanto às possibilidades destes seus dentes.

      É que, aparentemente, estes dois dentes – um fraturado e outro amolecido – tenham ficados enfraquecidos e abalados.
      Precisaria se ponderar a real viabilidade deles em curto, médio e longo prazos.
      Caso realmente sejam viáveis, eu sugiro que você faça o tratamento por coroas e conserve-os muito bem, evitando o excesso de carga mastigatória sobre eles (alimentos duros).

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  6. Olá doutor, quando era criança quebrei o meu dente da frente, não foi muito, na epoca a dentista fez a restauração com resina. Quando adolescente ela trocou a restauração e colocou no dente do lado resina também, pois ele era menor que o outro, então ela fez isso para ficar esteticamente melhor. Porém percebi que o meu dente que quebrou escureceu com o tempo e ficou aparente aonde foi feito a emenda do dente com a resina, e no dente que foi aumento com resina ficou a marca também da emenda. Fui em outro dentista e ele disse que a única forma do meu dente não ficar escuro seria desgastar ele e por uma coroa, e no dente do lado ele disse que uma faceta resolveria o problema e não ficaria aparecendo a emenda. Quando fui fazer o procedimento ele acabou colocando coroa nos dois dentes, além disso a cor ficou diferente e o formato também ficou diferente dos meus outros dentes (meus dentes são mais retos e ele fez as coroas arredondadas), ele disse que minha arcada dentaria é torta, e por isso fez as coras mais ovais na frente e atras, para compensar. Além disso ele desgastou meu dente de baixo pois a cora ficou muito mais alta que os meus outros dentes, e agora além de ter duas coroas totalmente diferente dos meus dentes ainda tenho um dente de baixo bem menor que os outros. Não sei o que fazer, além dele ter colocado uma coroa sem necessidade, ficou totalmente diferente. Sinto que perdi dois dentes desnecessariamente e estou desesperada. Como posso proceder para que ele pelo menos conserte o que fez? Já que não posso ter meus dentes de volta

    Responder

    1. Oi, Natasha.

      Realmente, a melhor maneira de se conservar os dentes é ser o mais conservador possível, seja em seu autocuidado pessoal diário, seja na terapêutica com o dentista.

      Uma vez desgastado ou quebrado, o dente não se regenera mais.
      Uma vez que você está com problemas estéticos atuais devido – em parte – à terapêutica feita, acredito que a melhor maneira de você solucionar seria procurando um esteticista dental.
      Este especialista poderá analisar detalhadamente o seu sorriso e lhe dar uma solução melhor, a qual poderá envolver ortodontia (para ajustar a sua arcada dental), bem como novas coroas com materiais e formas mais estéticos.

      Neste site, você encontrará um rol de profissionais especialistas no Brasil http://www.sboe.com.br

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  7. Olá Doutor! Coloquei uma jaqueta de porcelana em um dente molar há uns dois meses, no entanto venho sentindo um leve latejamento na gengiva quando comprimo este dente. Percebi que quando tomo um anti inflamatório por qualquer outro motivo, esta sensação desaparece. O que pode estar acontecendo ? Lembro que tenho canal feito ha mais de 10 anos e no local havia uma jaqueta parcial que foi trocada por uma total com núcleo.

    Responder

    1. Oi, Márcia.
      Pode ser várias possibilidades.
      A primeira seria que a ​coroa atual estaria alta, com contato forte com o dente de cima.
      Se for isso, necessita de ajustes junto ao seu dentista.

      Uma outra possibilidade seria problema tardio no canal, ou mesmo algum tipo de trinca na raiz do dente.

      Ainda outro motivo seria inflamação na gengiva aí redor da coroa protética.

      Dê uma ida ao dentista para que ele possa fazer uma avaliação e tratamento adequado para o seu caso, ok?

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  8. Olá Wagner, há uns 22 anos em um acidente quebrei o dente Incisivo superior direito, na época foi feito o canal e em seguida o colocou o pivô com pino, a coroa já troquei porque escureceu e também minha gengiva está escura no local. Meu dentista me indicou alguns especialistas, me falou que é possível fazer a troca do pino de metal pelo de fibra de vidro e com a coroa de porcelana esteticamente meu dente ficaria mais natural. Minha dúvida, esse procedimento é seguro? Meu dente em relação a mastigação e fixação nunca tive nenhum problema, essa substituição compensa os resultados de ficar mais bonito e natural e quanto a fixação do dente é segura?

    Responder

    1. Oi, Zelha.
      Sempre a troca de um pino metálico colocado em uma raiz deve ser visto com atenção.
      É que deve ser avaliado o tamanho do pino metálico e a espessura da raiz: pode-se correr o risco (mas não necessariamente) de desgaste e certo enfraquecimento da raiz do dente durante o procedimento.
      Vai depender do critério clínico do dentista que está cuidando de seu caso. Se ele entender que o pino de metal atual não é muito comprido, nem tampouco muito largo e que há bom suporte (espessura) da raiz, pode-se fazer sem problemas…

      Por outro lado, realmente, o pino de fibra de vidro e coroa de porcelana sem metal (metalfree) é mais estético.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  9. Olá Doutor, estou com um a dúvida cruel…..meu dente inferior (46) foi tratado canal há mais de 10 anos, porém a restauração na parte de cima precisa ser toda trocada, as paredes do dente estão boas, porém, escuras, tipo 40%….meu dentista apresentou 2 soluções, que segundo ele seriam melhores que resina…pergunto: É melhor fazer coroa total de porcelana emax ou coroa parcial? vou por aparelho, mas ele disse que o dente é “Âncora” não vai movimentar….disse que vai colocar um pino também…..preciso decidir rápido

    Responder

    1. Olá, Júnior.
      Sempre prefiro a coroa parcial do que a total, devido ela ser mais conservadora dá estrutura dental.
      A coroa total é reservada mais para casos mais extremos, onde há perda maior de estrutura dental.
      Por outro lado, a coroa parcial necessita de uma técnica de confecção mais apurada pelo dentista. Portanto, ela é um tanto mais crítica na confecção e resultado clínico… Qualquer deslize técnico e a coroa parcial pode não adaptar direito.
      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  10. Boa noite, o dentista sugeriu a troca do nucleo que tenho atualmente por uma nucleo de fibra de vidro, esse tipo de nucleo não acaba sendo mais frágil? Obrigado

    Responder

    1. Olá, Paulo.
      O pino de fibra de vidro é muito resistente, com a vantagem de contribuir para a estética dá futura coroa protética.
      Isto é especialmente importante quando o dente em questão é dente anterior (dá frente), o qual aparece no sorriso.

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  11. É normal esse procedimento?
    É normal o pino ser cobrado separado das coroa?o dente tá fraco mas não tá assim somente a raiz não, ele ainda tá com a parte de cima!

    Responder

    1. Oi, Maira.
      Sim, em geral, o dentista discrimina os procedimentos que serão necessários e realizados a fim de o paciente ter uma melhor noção do tratamento a ser realizado.

      Ele não poderia dizer para você, por exemplo, “olha, Maíra, o preço dá coroa sem o pino é este e com o pino é aquele…”.
      Isto é, ou o tratamento é necessário ou não é…Entendeu?

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  12. Boa noite,fiz um canal recentemente e a dentista colocou uma massinha até fazer a peça,
    No primeiro torresmo um pedacinho quebrou, no segundo foi um pedaço, voutei na dentista, e ela me deu as opções, eu escolhi a junção de força, resistência e estética a peça de metal e porcelana.
    Aí ela abriu o dente e falou q ia ter q colocar um pino, eu nunca tinha feito canal nem lido sobre o assunto. Eu gostaria de saber se existem casos em q não se coloca o pino e dá tudo certo, não solta!?
    E se for realmente mais seguro, vale a pena a fibra de vidro? Ela é melhor?

    Responder

    1. Oi, Maira.
      Sinto pelo seu dente.

      Um dente onde se tratou o canal sempre fica muito frágil, propenso à quebra ao menor esforço mastigatorio sobre ele…Por isso, houve a quebra.

      Quando se realiza um tratamento de canal, então, quase sempre há a necessidade de confecção de coroas parciais ou totais para a sua reabilitação.

      A colocação de pinos intracanal é frequentemente mandatório, especialmente quando se há grande perda de estrutura dental na parte da coroa do dente durante a fratura.

      O pino deve ser bem confeccionado, com tamanho adequado, ancorando bem para dentro da raíz do dente a fim de não vir a se soltar futuramente.

      Quando bem confeccionado, dificilmente irá vir a se soltar.

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  13. olá dr Wagner, na adolescência quebrei os dois dentes da frente em um trauma. na época, foi feito tratamento de canal em um dos dentes, e a restauração dos dois foi feita com resina.

    Já se passaram mais de 15 anos e esteticamente ficou muito ruim porque a resina escurecei com o passar do tempo. meu dentista me recomendou uma restauração de coroa ou jaqueta, onde o dente é envelopado com um material duro.

    concordei e ele começou o tratamento. ele tirou moldes da minha boca, desgastou os dois dentes da frente que ficaram mais finos e colocou uma armadura provisória de resina. disse para eu ir para casa e que me ligaria para marcarmos a próxima consulta.

    o problema é que se passaram 15 dias e ele não me ligou. liguei de volta e ele me falou a mesma coisa: para eu ficar tranquilo que depois iria me ligar.

    acho estranho essa demora porque o consultório dele não tem tanto movimento, e essa resina provisória parece frágil. é normal essa demora nesse tipo de tratamento? essa tal “jaqueta” é fabricada separadamente? quanto tempo em média demora esse tipo de tratamento?

    agradeço a atenção.

    Responder

    1. Oi, Marcel.

      A confecção de coroas ou próteses dentárias é feita em um laboratório de prótese; não pelo dentista.

      Em geral, os laboratórios pedem 7 dias para entregar de volta o trabalho.
      Porém, no seu caso pode ter havido alguma ocorrência de atraso, devido a feriados.
      Outra possibilidade, seria que o seu dentista teria avaliado o trabalho enviado pelo laboratório e pediu algum reparo na peça, buscando melhor resultado.
      Isto é eventualmente comum em se tratando de casos envolvendo estética dental.
      Sugiro que aguarde mais um pouco ou mesmo peça ao seu dentista um posicionamento de prazo.
      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  14. ola, fui a endodontista fazer um canal no meu dente 25, onde anteriormente havia uma coroa com pino, pois ao ir na protesista ela analisou que para haver o aumento da coroa, colocar o núcleo, pois o que tinha precisa de outro, tinha que fazer um retratamento nesse dente, mas infelizmente ao ir na endodontista ela tirou o r x e verificou que entre minha raiz havia carie e dai não teria como ela fazer o canal, que iria perde meu dente, e agora terei que fazer um implante né? mas eu pretendo colocar aparelho, mas estou na duvida se faço antes ou depois do aparelho? nossa pra mim foi o fim, pois queria fazer o canal e depois fazer prótese com pino. o que vc me orienta.

    Responder

    1. Olá, Stephane.

      Acredito que, no seu cado, você deveria ir ao ortodontista antes de pensar em colocar o implante dentário.

      Ele irá fazer um exame minucioso do seu caso e, em alguns casos, pode ser que a própria ortodontia possa fechar este espaço do dente 25 perdido.

      Esta possibilidade é muito mais provável se você reparar que na sua arcada superior você encontre dentes apinhados (com falta de espaço para se posicionar no arco dentário).
      Isto porque, se houver falta de espaço no arco dentário, ela poderá ser contrabalanceada pela ausência do dente 25.

      Vá ao ortodontista especialista, ok?

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Olá estou com a raiz do dente totalmente estragadanda tem como colocar coroa assim mesmo

        Responder

        1. Oi, Josilene.
          A resposta à sua pergunta é “depende”, isto é, depende do grau de comprometimento da raíz do dente.
          O dentista irá avaliar dente e ver o grau de comprometimento a fim de lhe dar o melhor tratamento possível.
          Isto engloba o custo/benefício, bem como a durabilidade do tratamento.

          À disposição para outros esclarecimentos
          Wagner Munhoz

          Responder

  15. Wagner bom dia, tive um trauma no meu primeiro molar inferior, e me foi indicado uma coroa parcial de metal. Mas devido ao comprimento estético gostaria de colocar cerâmica pura, é possível? A algum impedimento para usar uma coroa ou outra a não ser a questão financeira?

    Responder

    1. Olá, Bruna, como vai?

      As coroas em cerâmica pura são mais estáticas (às vezes imperceptíveis até mesmo ao dentista, em um olhar mais sumário).

      Para serem confeccionadas, elas requerem um espaço de pelo menos 2mm entre o seu dente de cima e o de baixo, a fim de conseguir uma espessura mínima de cerâmica, dando resistência à coroa.

      As coroas em metal são mais baratas, menos estéticas e requerem menos espaço entre dentes. São bem resistentes também.

      Então, Bruna, a resposta à sua pergunta é: se houver dinheiro e espaço suficiente entre os dentes, pode fazer a coroa cerâmica; caso contrário, faz-se a de metal.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

    1. Olá, Erisvaldo.
      Com a extração do dente, a melhor escolha terapêutica seria a colocação de um implante dentário.
      No entanto, você deveria avaliar com o seu dentista se há condições de se colocar um implante no local onde foi feita a extração.
      Pode ser que haja falta de osso de ancoragem para parafuso do implante, inviabilizando este tipo de tratamento.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  16. Olá tenho uma coroa total no incisivo central. A raiz do dente escureceu e deixou a gengiva meio escura. A cor da coroa também ficou comprometida. Tem soluçao p isso? O Pino já é de fibra de vidro. Obrigada.

    Responder

    1. Olá, Joana.
      Este escurecimento no rodapé da coroa total metaloceramica, junto à gengiva é devido à oxidação do metal da coroa, o qual está logo abaixo da parte cerâmica.
      Para melhorar a estética deste dente, a melhor saída seria a remoção da coroa protética atual metaloceramica é substitui-la por uma coroa protética cerâmica sem esqueleto em metal chada coroa cerâmica metal-free).
      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  17. Ola, a aproximadamente 2 anos levei uma cabeçada no queixo durante uma brincadeira com meu irmão, e assim se chocaram os 2 incisivos frontais inferiores contra os 2 inferiores. Fui ao dentista no 4dias após o acidente, e os dois debaixo tinham escurecido. Os debaixo ficaram moles.eu dentista disse que eu teria de fazer canal nos dois inferiores quando me incomodassem. Eu usava aparelho móvel encima e agora a poucos 3 de meus incizivos fazem barulho como se estivessem trincado aos poucos. Meu dentista disse que não há como proceder pois não perdi estrutura dental. O que devo fazer para proceder aqui??
    Abraços

    Responder

    1. Olá, Alexandre.
      Sinto pelo acidente envolvendo os seus dentes.

      Em termos gerais, quando os dentes escurecem após um acidente, significa que a polpa dental (nervo do dente) foi comprometido e degenerou, necessitando de tratamento de canal.

      Já o “amolecimento” (aumento de mobilidade) dos dentes após o acidente, significa que o seu suporte (periodonto), ou seja, o ligamento e/ou o osso ao redor foi comprometido. Se após algumas semanas a mobilidade aumentada do dente desapareceu e ele se firmou novamente, então significa que eles conseguiram se regenerar…ao contrário, significa que a perda de suporte é permanente e irreversível. Poderá ainda ter havido fratura da raiz do dente.

      Você precisa checar se este barulho que você relata não seria um caso de bruxismo, isto é, rangimento involuntário dos dentes. Se for este o caso, você deveria fazer um tratamento para controlar o rangimento. O seu dentista está correto: se não há perda de estrutura, não há necessidade de tratamento.

      No entanto, Alexandre, devo lhe informar algo muito importante e que pode passar despercebido: Após um acidente envolvendo um ou mais dentes, você deverá fazer um controle semanas, meses ou anos após o ocorrido, porque poderá haver problemas no canal mesmo anos após.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Eles se firmaram novamente so que em uma posição mais a frente , me referindo aos inferiores da frente, e devido a isso quando eu falo eles se chocam com os dois de cima, tanto que meu dentista me recomendou o uso do aparelho ortodôntico para corrigir isso , só que eu apresento recessão gengival em um dos pré molares inferiores e isso me preocupou bastante pois com o aparelho isso não pode vir a piorar?? Além disso meus incisivos que sofreram o trauma apresentam trincas na parte de trás, os inferiores no caso , e os superiores na parte da frente , porém so podem ser vistas quando a luz os atravessa e são na vertical bem no meio dos dentes. Isso pode trazer problemas?? Meu dentista disse que não é grave , e que so podem me causar sensibilidade. Mais pode ser algo mais grave??

        Responder

        1. Olá, Alexandre.

          Acredito que o problema de seus dentes inferiores deve ser precisamente avaliado pelo especialista em ortodontia, a fim de se checar o melhor custo-benefício da terapia.
          Lembre-se: colocar aparelho pode dar certos efeitos colaterais indesejáveis, mas você tem que levar em consideração também que o fato de você não colocar o aparelho também pode levar a problemas.

          Estas trincas a que você se referiu lembra muito aquelas que ocorrem devido a choque térmico ou então devido à pressão excessiva dos dentes (talvez bruxismo).
          O controle de um agravamento deste quadro requer cuidado com o choque térmico (variação brusca entre alimentos quentes e frios) e também pelo controle do bruxismo pelo uso de placas protetoras de acrílico durante o sono noturno.

          À disposição para outros esclarecimentos,

          Wagner Munhoz

          Responder

          1. Olá mais uma vez doutor, como eu disse anteriormente tenho retração gengival em um dente inferior, e gostaria de saber se existe algum tratamento , ou cirurgia para reverter a retratação, e se é complicada , tenho 18 anos, é apenas em um dente, não me incomoda , não incomoda pois minha gengiva não aparecer quando estou sorrindo, mais gostaria de corrigi-la se possível.

            Responder

            1. Olá, Alexandre.

              Acho esta postura de autocuidado que você tem para com a sua saúde, muito positiva.

              Acredito ser este mesmo o ponto central da saúde de uma pessoa: a observação de si mesmo, buscar conhecimento e, quando necessário, um tratamento adequado.

              No seu caso, em relação à retração de gengiva, a resposta é “sim, existe um tratamento para a correção de retração de gengiva”.

              Se o problema é localizado e possui boa quantidade de gengiva ao redor, nos dentes adjacentes à retração, existe uma possibilidade muito grande de você poder fazer um micro-procedimento cirúrgico chamado “cirurgia plástica de gengiva”.

              Neste procedimento, o dentista remover uma pequena quantidade de mucosa (pele da boca) de sua boca, em geral, da região do palato (céu-da-boca) e faz o enxerto na região da retração de gengiva.

              Este procedimento é feito, em geral, pelo periodontista, com formação aprofundada neste tipo de cirurgia.

              À disposição para outros esclarecimentos,

              Wagner Munhoz

              Responder

  18. Olá. A uns 2 meses meu dente quebrou, ja timha canal nele e coloquei pino e coroa, e o dentista chegou a cortar um pouco a gengiva que eu sempre achei desnecessário, mas enfim… agora quando eu escovo os dentes e passo a escova em cima desse dente colocado a gengiva sangra na frente e atrás, e quando dou uma apertada no dente e cheiro o dedo, sinto que está com mal cheiro. Como devo proceder nesse caso?

    Responder

    1. Oi, Cláudia.

      Realmente, uma pena este seu acidente.

      A melhor maneira de se proceder com este dente, inicialmente, é passar o fio dental, por debaixo da coroa, na margem dela, dentro da gengiva.

      Como esta margem da coroa circunscreve totalmente o dente, o fio dental, da mesma forma, deverá circunscrever toda a margem (como se você desse uma volta com ele ao redor do dente).

      Com isso, há uma boa chance de você eliminar diariamente a placa bacteriana dessa região, eliminar o odor e diminuir o sangramento da gengiva.

      De qualquer forma, seria interessante fazer também uma radiografia deste dente, a fim de que se possa reparar se haveria alguma cárie ou infecção neste dente.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  19. Olá
    Minha filha hoje tem 11 anos, e a um ano e meio atrás ela estava entrando no carro quando bateu a porta em um dente da frente e quebrou um pedaço bem pequeno , e levei ela a dentista fez uma resina que durou uma durou seis meses outra um ano, só que meu medo e que este dente com o passar dos anos escureca e necrose , mas recente fiz um raio-x e a dentista disse que a polpa está saudável ainda. O que acha Dr ? Será que ela pode um dia vir a ter problemas com este dente? mesmo estando normal agora?

    Responder

    1. Oi, Shirley.
      Sinto pelo acidente com a sua filha.

      O controle radiográfico deste dente terá que inevitavelmente se repetir por vários anos.
      É que a possibilidade de necrose da polpa poderá vir tardiamente…noutras vezes, no entanto, pode ser que o dente fique saudável para sempre.

      Você deverá ficar de olho neste dente e reparar se ele ficou levemente mais amarelado do que os vizinhos dele.
      Se isso ocorrer, pode ser que ele tenha necrosado. O dentista poderá confirmar ou não esta suspeita.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  20. Olá,estou em duvida qto ao procedimento do meu dentista. Já faz uns 3 anos que fiz canal em dois dentes superiores” aqueles lá do fundo”. Na epoca pedi para o dentista restaurar, apesar dele ja ter sugerido protese, pois a restauraçao foi enorme. Enfim…durou mais de anos. Hoje estou com um outro dentista pois mudei de cidade. Os dois dententes quebraram e decidi colocar coroa. Imaginei que ele ia colocar uma coroa total, porem lendo suas explicaçoes percebi que foi uma coroa parcial. Detestei o resultado o dente ficou muito pequeno ….estranho mesmo! E ele me cobrou 1.200 cada dente, esta correto isso?

    Responder

    1. Olá, Maria.

      Acho que você pôde sentir na própria boca o que é ter restaurações dentárias de grande tamanho, ao invés de uma coroa protética, né?

      Realmente, as restaurações grandes acabam por quebrar (ou adquirir nova cárie dental, por infiltração), muitas vezes descontroladamente, levando à sua perda. Não raro, algumas vezes, além da restauração, ocorre perda do próprio dente.

      Para mim é difícil julgar um trabalho elaborado em sua boca sem poder ter condições de visualizar e avaliar.
      As características de uma boa coroa dental são:
      – Boa mastigação, sem dor.
      – Boa estética
      – Facilidade de limpeza com fio dental e escovação
      – Não impacção ou retenção de resíduos alimentares
      – Resistência, sem quebra, rachaduras ou descolamento da coroa.
      – não desprendimento de odor

      Caso você veja que em um ou mais destes quesitos ocorra insatisfação de sua parte, acho que seria melhor você retornar ao dentista para relatar para ele a sua queixa.
      Uma outra sugestão seria você, em caso de dúvida, consultar uma segunda opinião com um dentista de confiança.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  21. Olá.
    No início deste mês, o meu filho de 8 anos partiu um dente definitivo. Da frente. Superior. Pela diagonal.
    Rapidamente fomos com ele ao dentista. O dente continua vital. O pedaço de dente partido foi colado. Entretanto, o dente já descolou por duas vezes. Por duas vezes, voltou a ser colado.
    Que soluções?
    Com o dente cortado pela diagonal, o meu filho tem dificuldades em falar e em comer. Claro que também sente vergonha. É impensável viver assim… como também não poderemos continuar a descolar, colar, descolar, colar… Que outras soluções existem?
    Com cumprimentos.

    Responder

    1. Olá, Ida.
      Sinto muito pelo acidente envolvendo o dente de seu filho.

      Após um acidente como este que você descreveu – necessariamente – você terá que se ater em 2 aspectos bem importantes:

      1) Saúde da polpa (“nervo”) do dente: com a idade de 8 anos, a raiz do dente ainda está em formação. Quem confecciona a raiz do dente é a polpa, ou seja, as células presentes dentro da raiz do dente.
      Quando ocorre um acidente durante esta fase, pode ocorrer uma degeneração destas células, paralisando o processo de formação da ponta da raiz do dente.
      Caso isso ocorra, deve-se fazer um tratamento de canal, com alguns procedimentos prévios para uma formação do término da raiz do dente (apicificação).

      Mas o mais importante neste processo de degeneração é que ele pode ocorrer logo após ao acidente, algumas semanas, meses ou mesmo anos após. Em alguns casos, no entanto, ele pode não ocorrer nunca, ficando o dente saudável durante toda a vida.
      Por isso, o seu filho deverá ficar retornando ao dentista periodicamente, a fim de avaliar a saúde da polpa dental. Caso haja perda de vitalidade dela, ele deverá fazer o tratamento de canal, entendeu?

      2)Quanto à restauração do dente: Em geral, procura-se colar o fragmento do dente quebrado, a fim de se restaurar a forma e a estética natural do dente. No entanto, isso muitas vezes pode levar à nova descolagem do fragmento.
      Acredito que, provisoriamente, até que se forme definitivamente a ponta da raiz do dente, pode-se procurar fazer a colagem do fragmento, desde que bem colado.
      Quando o seu filho passar dos 10 anos, avalia-se novamente a saúde do dente e, caso o fragmento natural do dente tenda ainda a se descolar, pode-se avaliar em fazer um facetamento em porcelana para a restauração do dente. Algumas pessoas optam por restaurar o dente em resina (material estético aplicado diretamente pelo dentista), apesar de que ele tende a alterar a cor com o passar dos anos.

      Se quiser, envie-me uma foto em close do dente de seu filho a fim de que eu possa ver melhor o grau da fratura.
      O meu e-mail é wagner.munhoz@orofacial.com.br

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  22. Oi, boa noite. A dois dias coloquei um núcleo metálico, com uma coroa provisória, em um dente que foi defeito retratamento de canal, mais sinto doer ,ao mover os labios como se estivesse muito pesado e apertado. Pode ser um processo de adaptação ou pode ser algo mais sério? Oq devo fazer?

    Responder

    1. Oi, Rafaela.
      Realmente, é meio difícil saber com exatidão do que se trata o seu problema, uma vez que não estou analisando diretamente.
      No entanto, aí vão algumas possibilidades:
      1) Pode ser que a coroa provisória posta no dente esteja “alta”, isto é, com contato forte com o dente de baixo. Quando isso ocorre, a pessoa sente um certo dolorimento ao encostar um dente no outro.
      Se for este o seu caso, você deverá retornar ao seu dentista para um ajuste da coroa.

      2) Problemas no tratamento de canal: Neste caso, também há dolorimento ao encostar os dentes, mas também há dor espontânea, tipo pulsátil. Se for este o seu caso, precisaria ver com o seu dentista a possibilidade de retratramento do canal ou mesmo microcirurgia na ponta da raiz do dente, a fim de remover a infecção.

      3) Trinca ou fratura de raiz: a dor se dá ao encostar os dentes, mas é mais aguda e forte. Neste caso, deve-se extrair o dente e colocar-se um implante dentário.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      3)

      Responder

  23. Olá, Wagner.
    Gostaria de tirar uma dúvida. Não tenho os dentes 45 e 47. É possível se fazer uma prótese fixa em que o dente 46 sirva de “pino” para os outros dois? Pergunto isso pq não quer desgastar o dente 44, que é um dente saudável.
    Obrigado.

    Responder

    1. Olá, Francisco.
      O apoio em um só dente para substituir outros dois é contra-indicado porque ocorreria uma sobrecarga muito grande
      no 46.
      Acredito que seria melhor você avaliar a possibilidade de colocar implantes dentários para substituição dos dentes ausentes.

      Mas você está 100% certo em querer evitar o desgaste do dente 44.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  24. gostaria de saber se é possível fazer 3 tratamento em um dente como exemplo canal dente 21
    coroa provisória no dente 21 e FACETA LAMINADA DE PORCELANA DENTE 21

    TUDI ISSI E POSIVEL EM UM TENTE?

    Responder

    1. Olá, Marcelo Luis.
      Sim é possível fazer os 3 tratamentos em um mesmo dente.
      Inicialmente, o dentista fará o tratamento de canal, depois a coroa provisória sobre este dente e depois uma coroa cerâmica definitiva sobre ele.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  25. Gostaria de fazer um pivô pra colocar na frete gostaria de saber quanto custa

    Responder

    1. Oi, Heliene, como vai?

      Este site é somente dedicado para levar conhecimento de saúde às pessoas.
      Ele é desvinculado de alguma clínica dentária específica.

      No entanto, os preços de pivôs dentários variam para cada dentista, conforme o material que é feito, bem como da necessidade de se fazer um tratamento de canal previamente à confecção do pivô.

      Dei umas estimativas de preço de pivô dentário no post acima.
      Um tratamento de canal pode girar entre R$500 a R$1.500, aproximadamente, dependendo de quantas raízes o dente possui, bem como da expertise do profissional (se é um dentista especialista em endodontia (tratamento de canal) ou não).

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  26. Bom dia!
    Meu dente da frente na parte superior passou por um tratamento de canal a um ano e meio atrás, de um dia pro outro ele ficou mole e caiu restando só a raiz, procurei dois especialistas diferentes um disse que daria pra fazer uma “jaqueta ” e o outro disse que era necessário um implante. Estou com muita dúvida no que devo fazer. Me ajude por favor.

    Responder

    1. Oi, Flávia.
      A sua dúvida é bem justificada.
      Há muita discussão sobre qual seria a melhor conduta nestes casos.
      Eu sou da ala conservadora da odontologia e acredito que – sendo possível – deve-se sempre optar pela tentativa de coroa (“jaqueta”), desde é claro, se esta opção signifique uma boa longevidade de tratamento.

      Acho que a melhor política seria colher a posição de 2 ou 3 especialistas em prótese dentária, a fim de se facilitar a sua decisão.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  27. Ola Wagner Munhos , Faz alguns dias que eu estava em um processo de canal do meu dente da frente que quebrou e hoje já foi colocado o pino e a coroa
    .Mas sinto que esta mole ..quanto tempo leva para endurecer ou já devia ter endurecido ? Estou com medo de comer e a coroa cair
    Poderia me ajudar ??

    Responder

  28. Olá
    Gostaria de saber qual a coroa mais adequada para meu caso, e se ela realmente suporta,visto que meu dente se econtra muito debilitado.
    Estou fazendo um retratamento de canal,e foi preciso aumentar a acoroa reduzindo o osso.

    Responder

    1. Olá, Cássia.
      Em geral, quando o dente está muito debilitado, com grande perda de sua estrutura original, prefere-se a colocação de uma coroa total associada a um pino (núcleo) dentro do canal, a fim de melhorar a resistência e a retenção (evitar a queda) da coroa.

      Pelo que entendi do seu caso, parece que há falta de altura no seu dente para se colocar uma coroa protética, certo?

      Neste caso, pode-se tentar aumentar a retenção, com a associação do pino (núcleo). Se não houver comprometimento da estética da pessoa, pode-se avaliar a possibilidade de esta coroas protética ser feita toda em metal, a fim de compensar a falta de altura do dente. As coroas metálicas requerem menor quantidade de altura para a sua confecção, uma vez que a espessura de metal utilizada pode ser muito fina.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  29. tenho um dente que foi feito canal e foi restorado a obtoraçaõ quando eu fui mastigar quebrou um pouco da restoração oque devo fazer

    Responder

    1. Olá, Cícera.

      Como você pôde ler neste post, um dente em que foi feito tratamento endodôntico (tratamento de canal) fica fragilizado.
      E por quê?
      Primeiro porque o dente teve um pouco ou muito de sua estrutura comprometida, ou por cáries ou por desgaste de acesso para o tratamento de canal em si.

      Só para você ter uma ideia, Cícera, um dente em que foi tratado o canal, perde cerca de 50-70% da sua força original.

      Por isso, um dente em que foi tratado o canal, quase inevitavelmente deve-se fazer uma coroa protética, seja ela coroa total (chamada popularmente de “jaqueta”) ou parcial.

      Acho que no seu caso foi, houve fratura justamente por causa disso: dente fragilizado devido a tratamento de canal.

      À diposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  30. Olá,

    Possuo coroas em metalfree (zircônia) nos dentes da frente (4 superiores), entre os caninos. Estou há 5 anos
    com elas, mas confesso que não estou muito à vontade. Tenho problema de oclusão e isto afeta os lábios. Há algum meio ou material mais indicado nesses casos? São coroas unitárias. Além de tudo, tenho problemas com bruxismo e
    utilizo placa de acrílico para dormir.

    Responder

    1. Olá, Valcir.
      Eu precisaria entender melhor a sua queixa: O que você quer dizer “não estou à vontade com as coroas”?
      Não gosta da cor, do tamanho, elas incomodam quando você fala ou sorri…qual é a sua queixa objetivamente?

      À disposição,

      Wagner Munhoz

      Responder

    2. Olá, Dr.

      Quando digo que incomodam é porque causam desconforto nos lábios e no falar.
      As próteses encostam nos lábios inferiores (devido à oclusão) e causam irritação.

      Quando as próteses eram de metal-cerâmica isso não ocorria.

      PS: tenho periodontite.

      Não sei se fui claro.

      Responder

      1. Boa noite, Valcyr.

        Parece-me (suponho) que a sua queixa é mais referente ao tamanho e forma dos dentes artificiais do que ao tipo de material em si.
        Se você está sentido irritação nos lábios, isto pode ser devido – além do tamanho e da forma – a uma aspereza (falta de polimento) das peças protéticas.

        Antes de você refazer as coroas protéticas (este material que você utilizou é muito bom e também bem caro), peça ao dentista especialista em prótese dental verificar a sua mordida e fazer uma prova estética com coroas provisórias antes da confecção das definitivas.

        Isto irá fazer com que você pondere várias variáveis envolvidas: a cor, a foma e a função das coroas.

        À disposição para outros esclarecimentos,

        Wagner Munhoz

        Responder

        1. Bom dia.

          Realmente o meu caso é complexo e envolve além das coroas, fatores como bruxismo, doença periodontal, oclusão e mordida cruzada.Para o bruxismo estou usando a placa acrílica, que trouxe bons resultados. A doença periodontal está controlada. Quanto à mordida cruzada e a oclusão, resolveria-se apenas com medidas mais específicas, como o uso do aparelho ou mesmo com cirurgia, Nos dois casos há de se ponderar se vale a pena mesmo, pois iria perder o trabalho feito com as coroas, em que o material é caro.

          Agradeço sua atenção.

          Att.

          Responder

          1. Disponha sempre, Valcir.
            Sempre, a coisa mais importante em termos de tratamento dentário, é o diagnóstico correto.
            Em outras palavras, decidir qual é o melhor caminho a seguir a fim de se chegar ao melhor resultado desejado.
            E o “melhor” seria aquele que mais resolvesse o seu caso, com menos custo e tempo pessoal, bem como agressão aos seus dentes.

            Att

            Wagner Munhoz

            Responder

  31. Tenho as antigas jachetas, e os dentes não tem uma estética. Estão aparecendo a parte metálica, sem contar que um de cada cor. Fui ao dentista para fazer coroas de porcelana. Ele disse que pode aproveitar os nucleos antigos para por as coroas em cima. achei que fosse necessario trocá-los por outros novos. E estes nucleos metalicos não vão continuar aparecendo? o que o senhor me diz doutor?

    Responder

    1. Olá, Maria.
      A preservação dos núcleos (pinos) metálicos vai depender de alguns critérios quanto à adaptação do pino na raiz, resistência da raiz, bem como – principalmente – tipo de coroa que será colocada por cima deste pino.
      Se a coroa for sem metal (“metal-free”), o núcleo metálico está contra-indicado, devendo ser trocado por pinos de fibra de vidro, mais adequado à cor e estética do dente.
      Por outro lado, se a coroa a ser colocada sobre o núcleo for metalocerâmica, então podem ser preservados pinos metálicos sob ela.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  32. Ola Dr. Fiz uma fiz duas coroas uma com um médico e outra com outro porém só após finalizar a segunda coroa comecei a mastigar do lado das coroas, porém eu sinto muita dor. Na hora das refeições o que será que aconteceu? Não sei qual dos especialistas devo ir. Obrigado.

    Responder

    1. Olá, Francisco.
      A dor ao mastigar em cima de coroas ou pontes fixas, em geral, pode ter duas causa principais:
      1) A coroa está “alta”, isto é, com contato entre dentes muito forte. Com isso, toda a vez que você mastiga sobre a coroa, o dente fica ressentido pelo excesso de carga.
      Sugiro que você não mastigue nas coroas até resolver isso com o seu dentista, uma vez que pode injuriar os seus dentes…em alguns casos mais extremos, pode haver fratura da coroa ou da raiz do dente.
      2) Problemas no canal do dente. Neste caso, você – no mais das vezes – deverá remover a coroa protética do dente comprometido e fazer (ou refazer) o tratamento de canal do dente.

      Sugiro que você vá no segundo dentista que você consultou, uma vez que ele já pôde ver tanto a primeira quanto a segunda coroa protética.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  33. Boa tarde!
    Doutor, fiz um canal e pós este procedimento completou o dente aberto com coroa de porcelana. Faz 2 anos. Ontem ao limpar esse dente com o fio dental a coroa caiu. Qual o procedimento a fazer agora? Será que existe a possibilidade de haver garantia da coroa? Devo voltar a mesma dentista ou é o caso de procurar por outro, pois não é de obrigação da primeira refazer? Tenho necessidade de fazer outros 2 implantes dentários. Sou de Guarulhos ficaria muito feliz em ter uma boa indicação para meus casos. Muito obrigada desde já.

    Responder

    1. Olá, Sônia.

      Não é comum uma coroa se soltar pelo uso diário de fio dental, no entanto, eventualmente isto pode infelizmente acontecer.
      Acho que você deveria retornar ao dentista que confeccionou a coroa, a fim de que ele possa reavaliar o seu caso e lhe dar uma solução.
      Muito possivelmente não haverá garantia sob a coroa, no entanto, ele poderá ponderar a melhor maneira de conduzir o seu caso de modo a lhe respaldar convenientemente.

      Tenho mais conhecimento dos dentistas de São Paulo, capital. Caso tenha interesse, certamente posso lhe indicar um profissional especializado em prótese e implantes dentários.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  34. Bom dia! Coloquei pivo e dente adesivo de resina e meu labio superior amanheceu. Inchado. O pivo esta grande atrapalha na hora mastigar e quando fecho a boca ele encosta primeiro que os outros. O que devo fazer? Obrigada

    Responder

  35. Boa noite ! A dentista colocou um pivo de resina junto com uma protese adesiva mais sinto que ficou grande . Esta ruim na mastigaçao e na hora que fecho a boca faz pressao . Como arrumar isso ? Sera necessario tirar a protese ou da pra lixar?! Obrigada

    Responder

    1. Olá, Deise.
      Em geral, quando o dentista entrega uma prótese dentária, sempre ocorre um período de tempo após que deverá ser usado para a acomodação da peça pelo paciente.
      Após este período, o qual em geral é de alguns dias a 1 semana, se o paciente ainda relatar desconforto ou insatisfação, deve-se procurar ajustes na peça protética, a fim de conseguir uma melhor adaptação e conforto.

      Então, Deise, a resposta é sim, pode-se fazer ajustes na peça, desde que dentro de um certo limite máximo.
      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  36. Olá Doutor, botei um pivot e a coroa com 5 dia caiu… gostaria de sabe o pivot com a coroa se colocar tudo junto ou não…

    Responder

    1. Oi, Maria.

      Os protesistas costumam fazer duas peças separadas, isto é, o pino separado da coroa artificial.
      No entanto, em algumas vezes, ocorre a confecção em um monobloco (dente+pino) único.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  37. Fiz um tratamento com ponte fixa sb dentes naturais
    E o dentista no ajuste desgastou demais e fiquei com o metal interno um pouco eaposto..isso me causa uma dor como choque..o dentista me falou que isso nunca aconteceu e que não a matéria para estudo..gostaria de saber se a meio de restaurar com algum tipo de resina ou cerâmica ou se tenho que retirar a ponte fixa..
    Desde de já obrigado

    Responder

    1. Olá, Angélica.
      O seu caso é muito peculiar.
      A dor tipo choque precisa ser bem avaliada a fim de não se correr o risco de se errar o diagnóstico, isto é, o local (a fonte) e o motivo da dor em choque.
      Este tipo de dor pode ser devido à exposição da parte viva do dente (a dentina) ao meio da boca. Se for isso, precisaria ou trocar a prótese ou, se possível, fazer a vedação da parte da dentina que está em contato com a boca.

      Outro motivo para o choque seria por causa do “efeito galvânico”, isto é devido à fricção de materiais metálicos diferentes: o da prótese e o do dente que faz mastigação com a prótese. Se for este o seu caso, deveria- se trocar a prótese por uma outra com material não metálico.

      Precisaria ver também se não há nenhum tipo de fratura na raiz do dente que apoia a prótese fixa.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  38. Olá, Wagner.

    Eu perdi um dos meus dentes e após tratamento de canal coloquei um pivô 100% porcelana pura, passado 6 meses da colocação do dente ele está ficando preto na parte de trás.

    Teria o protético utilizado material diferente? O que pode ocasionar isso, visto que não optei por uma coroa com metal?

    Obrigada desde já!

    Responder

    1. Olá Jade.

      Realmente, não é normal um escurecimento do dente artificial tão precocemente.
      Se isso está ocorrendo, o seu dentista precisaria avaliar os motivos para tal.

      Em geral, o escurecimento pode ser devido à infiltração (fenda) entre o dente e a coroa artificial.

      Precisaria também avaliar se há pino em metal por debaixo da coroa artificial do pivô.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  39. Ola Doutor, tenho a raiz do dente, necessitando de coroa e pino. O pino de fibra de vidro dá um conforto melhor do que o pino metalico? Obrigada.

    Responder

  40. Olá tenho uma coroa ha mais de 8anos agora ela soltou oque devo fazer e tenho também uma prótese fixa que também está si soltou um lado me oriente oque devo fazer estou tão mal com isso ate mais

    Responder

    1. Olá Maria.

      Quando uma coroa ou prótese fixa se desprendem, quase inevitavelmente, deve-se efetuar a sua troca por outra coroa ou prótese fixa.

      No entanto, algumas vezes pode ocorrer que os dentes de suporte das antigas coroas protéticas ou próteses fixas não suportem mais uma nova prótese.
      Nestes casos, deve-se extrair os dentes e colocar-se implantes dentários em seu lugar.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  41. No primeiro envio abaixo, escrevi que o incomodo é passando a lingua no dente. Consertando: é passando a lingua na lateral interna da coroa.

    Responder

  42. Complementando envio abaixo, nao ha dor no dente e o RX deu normal.

    Responder

  43. Boa tarde, Dr Wagner,

    Tenho 48 anos.
    Tenho um dente molar superior que ha uns quatorze anos atras foi colocado um pino metalico e coroa total.. Depois disto, o dente passou a me incomodar, apesar de outro dentista falar que estava firme e tudo certo. Mas este outro dentista, a meu pedido, e para me ajudar, tirou o pino e coroa e colocou uma coroa metalica com o pino grudado nesta coroa. O incomodo continuou e continua ate hoje. O incomodo me atrapalha a viver, é dia e noite. O incomodo é o seguinte: quando passo a lingua no dente, o dente sente a lingua passando. E parece que esta bambo. É como se a lingua transmitisse algo para o dente. Também sinto como algo estranho na boca. E acabo levando a lingua la sempre. É uma sensacao horrivel, mas os dentistas nao entendem o que sinto e falam do perigo que é de mexer no dente e perde-lo com fratura da raiz se eu mexer neste dente. Ja fui em outro dentista e ele falou que a coroa esta completamente firme. Fico perdida, pois meu dente sente uma sensacao horrivel quando da lingua passando nele. E sinto a presenca desta coroa no interior da bochecha. Agora, para mastigar e comer, é bom. Ja ouvi dizer sobre pino de fibra de vidro. Pode ser que com este pino de outro material vai melhorar? É muito risco mexer e perder o dente? O senhor ja ouviu alguem reclamar sobre esta sensacao q descrevi? O que fizeram para ficar bom? Sera que vou ter que conviver com este incomodo para sempre? Pois o medo de mexer e perder o dente também é grande. Me acho uma pessoa mais triste devido a este incomodo. Agradeco desde ja.

    Responder

    1. Olá, Sílvia.

      Estranho o seu caso.

      O que mais me parece, seria algo relacionado com excesso de carga entre os dentes , ou mesmo, por pressão desencadeada pela própria língua.

      Seja lá como for, acredito que você necessitaria de uma terceira opinião, da parte de um especialista em prótese dental.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Doutor,

        Tenho a raiz do dente, necessitando do pino e coroa. A coroa de fibra de vidro dá um conforto melhor do que a metalica? Obrigada.

        Responder

  44. Tenho um pivor superior dente número 11 é p segundo dente depois da presa que fica do lado direito do nosso braço. É um pivor antigo com mais de 10 anos. Tem mais de 3anos que ao tocar no pé da gengiva quase perto do nariz eu sinto que é dolorido. Fiz até tomografia e o laudo deu vários problemas inclusive possível tendência de cisto. Tem mais de 3 anos que sinto uns sintomas de pulsação tipo metálica na cabeça e ainda tipo uma queimação tanto na testa como na parte acima da cabeça, tem vezes que o incomodo fica no ouvido esquerdo. Já fiz vários exames tanto com Otorrino, como neurologista, sempre deu normal. Sou muito ansioso, com 69 anos, a não ser este problema, tenho uma saúde excelente. Tem quase 40 anos que nunca adoeço, graças a Deus. Pergunto: será que a causa deste problema meu é este dente que está causando? Já marquei consulta com meu dentista que já sabe do problema. Um detalhe quando tomo calmante aprazol, praticamente, os sintomas aliviam quase 90%. Por favor me esclareça a respeito deste problema que me aflija há mais de 3 anos. Obrigado. Que Deus ilumine todos vocês. Wiliam Guede. E-mail: wraufran@hotmail. com Boa noite.

    Responder

    1. Willian, como vai?

      Inicialmente, sempre um dente que está com possíveis problemas de infecção, deve ser analisado com cautela. Se há dor à palpação na região da gengiva correspondente à ponta da raiz do dente, deve-se analisar se não seria o caso de um tratamento definitivo.

      Por outro lado, a causa de dor de cabeça ou ouvido deve ser diagnosticada corretamente. Sugiro a você um especialista em dor orofacial.
      Especialistas nesta área podem ser encontrados no site da Sociedade Brasileira de Dor Orofacial. Acesse o site http://www.sbdof.com

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  45. Oi, eu sou a Adriana e queria saber se é normal sair um pedaço do cimento da coroa dentária, eu coloquei já faz um mês mais ou menos.

    Responder

    1. Oi, Adriana.
      algumas vezes, após a cimentação da coroa, pode haver algum desprendimento de excesso de cimento (cola) durante dias ou semanas após.
      O que não poderá ocorrer, no entanto, é que se estabeleça uma fenda entre a coroa e o seu dente natural, uma vez que isso poderá, em devido tempo, causar infiltração de cárie sob a coroa artificial.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  46. Olá, fiz um tratamento de canal à 6 anos atrás e esse dente quebrou, tanto a massinha quanto a lateral interior do dente saiu — gostaria de saber qual a complexidade desse caso e qual o tratamento mais indicado …

    Responder

    1. Olá Keyla.

      Ao que me parece a partir de seu relato, o seu caso se encaixa no quadro de um tratamento de canal onde foi colocada uma mera restauração dentária (popularmente chamada de “obturação dentária”) ao invés de uma coroa protética ou pivô.

      É que, conforme você pôde ler no post acima, quando um dente passa por um tratamento de canal, ele fica muito enfraquecido, seja pela sua desvitalização (remoção do “nervo” do dente), seja pelo desgaste a que foi submetido.

      Quando isso ocorre, o dente é posto à mastigação diária, apesar de enfraquecido, levando, em seu devido tempo, à fratura do mesmo.

      Neste seu caso, acredito que se tenha de fazer uma reavaliação clínica e radiográfica, a fim de se verificar se a possibilidade de o dente ser submetido a uma reabilitação por meio de coroa dental ou pivô.
      Caso não seja possível, deve-se optar por um implante dentário ou prótese fixa.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  47. ola boa noite eu tenho um dente frontal e ele esta mole o que devo fazer subistitui lo e por pivô
    si for isso quanto mais ou menos gasto com este procedimento pois os demais dentes segundo o
    dentista estão bons

    Responder

    1. Olá, Edmilson.
      No post acima, você pode encontrar preços aproximados para cada procedimento.
      Digo “aproximado” porque estes valores variam muito para cada dentista e região do país.
      Um pivô, equivale, um pouco mais, ao preço de uma coroa.
      Você deverá considerar o preço do tratamento de canal do dente, caso você ainda não tenha realizado.

      À disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  48. Eu fiz um canal e coloquei uma coroa dentária, ta com 3 mês que eu coloquei e tô sentindo muita dor nao sei o que fazer não consigo mastigar nada do lado que fiz a coroa.

    Responder

    1. Olá, Elisângela.
      Se há dor, o tratamento deverá ser revisto.
      Dentre as possibilidades, o problema pode ser devido à não cicatrização do tratamento de canal (necessitando o retratamento), fratura de raiz do dente ou então contato dentário muito forte sobre a coroa.

      Vá ao dentista para reavaliação, ok?
      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  49. Boa, tarde. Devido a um problema de sensibilidade dentaria foi me indicado um tramento com porcelana; sem maiores explicações após o tratamento percebi que na verdade para tratar sensibilidade em dois dantes higidos o dentista colocou uma coroa de metaloceramica. Descobri posteriormente que nao era o tratamento para sensibilidade. Gostaria de saber se em termos de mastigação se funcina bem como o dente natural as coroas são no molar e no pre molar tenho a impressão que a protese em termos de triturar e rasgar o alimento não é tão eficiente como os dentes naturais que tenho do outro lado da boca na arcada superior, de um lado os dentes naturais do outro no molar e pre molar coroas dentarias. Penso que prótese não tem a qualidade de um dente natural higido.

    Responder

    1. Olá, Daniela.
      Realmente, a confecção de coroas dentárias não seria o tratamento usual para sensibilidade dental em dentes completamente hígidos.
      Por outro lado, uma vez que foram confeccionadas, o dentista deve ter tido um bom motivo para isso.

      Nada que o dentista coloca na boca de uma pessoa substituirá perfeitamente bem o dente natural.
      Por isso, sempre a prevenção e a não agressão aos dentes e gengivas é a melhor opção.

      Sempre uma coroa protética deverá ser muito bem cuidada por meio de controle alimentar (evite alimentos açucarados rotineiramente entre as refeições ou antes de dormir) e higienizada pelo uso de fio dental.
      Isso para se evitar infiltração de cárie por baixa dela.

      Assim como os dentes naturais, as coroas metaloceramicas devem ser privadas de alimentos extremamente duros, a fim de se evitar a fratura da porcelana.

      Cuide muito bem delas, a fim de maximizar a sua durabilidade.
      À sua disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

  50. Olá
    Tive periodontite nos 2 dentes da frente na parte superior, que fez com q eles ficassem tortos e abertos, faço tratamento periódico com a periodontite.
    Houve perda óssea. Qual seria o melhor tratamento para deixar os dentes certos.

    Responder

    1. Olá, Alessandro.
      O primeiro mais importante tratamento é exatamente este que você já fez, isto é, tratar e controlar a periodontite.
      Uma vez controlada, pode-se fazer uma suave e lenta ortodontia para alinhamento dos Dentes.
      Para tanro, precisaria fazer um cuidadoso diagnóstico da viabilidade deste tratamento com o ortodontista.
      Mas, mais importante, é saber o porquê que os dentes afastaram, a fim de corrigir a causa é evitar a recidiva do problema
      Dentre as possíveis causas para ter havido o afastamento, há a ausência de dentes posteriores (detrás), fazendo com que a mastigação se dê mais nos anteriores, os quais já estão ababadoa pela periodontite.
      Há também a possibilidade de hábitos de empurrar os dentes da frente com a língua, etc.

      À disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  51. Olá doutor estou querendo por um implante no elemento 11,só que andei lendo nos blogs que a coroa pode dá infiltrações ou pode ocorrer a rejeição do implante e o pino sair do lugar e também andei pesquisando sobre valores do implante para o meu caso uns me cobraram 3.600,2.380 e um outro eu até fiquei assustada pelo valor me cobrou só 1.500 será que devo confiar nesse doutor pois ele disse que é implante + coroa sobre implante e que irá me dá um certificado de garantia e ele me passou para fazer uma tomografia para vê se irei precisar de fazer enxerto ósseo pois no local que foi perdido o dente è bem fundo mais ele disse que irá fazer de tudo para que eu não precise de fazer enxerto pois disse que até com 1 milímetro e meio dá pra fazer implante sem precisar de fazer enxerto e que ele o doutor iria puxar um pouco da minha gengiva tá certo isso.E também o que você acha da prótese de silicone para o meu caso só para um elemento è vantagem ou desvantagem da prótese.Desde já grata.

    Responder

    1. Oi, Danielle.

      Seguramente, o melhor tratamento seria por meio de implante dentário, ao invés de uma prótese de silicone, a qual é menos confortável e sem a capacidade de mastigação tão boa como a do implante.

      A questão do preço não deve ser a preponderante, mas sim a confiança que o dentista lhe passa.
      Isto não quer dizer, necessariamente, que o dentista que lhe cobrou mais caro, será o melhor.
      Em geral seria bom escolher um dentista que lhe foi indicado a partir de alguém que já ficou bem satisfeito com o tratamento, ou então, por meio de um outro dentista de sua confiança.

      Muito importante você fazer um tratamento muito bom agora, com boas indicações de dentista e procedimento, do que fazer um tratamento não confiável e correr o risco de ter problemas futuros.
      Dentre estes problemas, corre-se o risco de retração de gengiva e exposição do metal do implante, o que poderia lhe comprometer a estética de seu sorriso.

      Considere também que você sempre terá de ter um excelente cuidado com o seu implante, com o uso diário de fio dental por debaixo da gengiva.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  52. Olá doutor! Gostei muito dos seus esclarecimentos a minha dúvida E que a um ano fiz um retratamento de canal com microscópico e coloquei um pino. Que é enorme segundo a dentista. Fiz aumento de coroa clínica E coloquei um prótese provisória para observar segundo ela. No entanto agora um ano depois caiu tudo. O pino gigante E a coroa. Fui a vários dentistas E a maioria disse que é melhor extrair e partir para um implante. Pois a separação das raízes . Um outro disse que da para salvar E refazer tudo de novo. Estou desesperando e na dúvida. Gostaria de sua opinião.

    Responder

    1. Oi, Joice.
      Em geral, 1 ano é muito tempo para ficar com uma coroa provisória.

      Quando descola um pino muito grande, pode ser sinal de que houve algum tipo de fratura na raiz que o suportava. Neste caso, é mais recomendável a extração e colocação de implante.

      Por outro lado, se houve apenas o desprendimento do pino – sem fratura de raiz – então a melhor conduta seria a conservadora, isto é, a nova confecção do pino e uma coroa definitiva.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  53. ola doutor me tirar uma duvida to em tratamento pra por um coroa de porcelana no dente do fundo porem a dentista me disse q vai ser colocado apenas um pivo isso e certo nao teria q ser dois devido ao dente ter duas raiz desde ja agradeço.

    Responder

  54. Olá, fiz e refiz várias vezes uma restauração, pequena porém de acordo com alguns profissionais em local difícil segurar, dente da frente inferior. Fui orientada a realizar a colocação de coroa metalo – ceramica. O dente tem canal feito. esta é mesmo a indicação em casos como este? Obrigada.

    Responder

    1. Olá, Silvana.
      Muitas vezes, o que define um ou outro tratamento, isto é, se restauração ou coroa, não é tanto o tamanho da cavidade no dente, mas sim a resistência e durabilidade do método reabilitador.

      O dente tratado o canal fica enfraquecido, por isso, no mais das vezes, necessita de uma reabilitação por meio de coroa protética.
      Por outro lado, atualmente tem se preferido optar pela colocação de pino de fibra de vidro ou carbono, juntamente com uma coroa de cerâmica injetada (isto é, pura, sem um esqueleto de metal).
      Para entender melhor, reveja a figura ilustrativa de um Pivô no post acima.
      Ela fica mais estética sem a necessidade de se desgastar muito a estrutura do dente.
      A disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  55. Olá, bom gostaria de uma opinião.
    Um dente meu estragou e precisei fazer canal e depois uma coroa foi feita, mas sem pino.
    Acontece que desde que fiz essa coroa (que ficou bonita até, bem parecida com meus dentes de verdade) ela se solta sozinha em intervalos de 01 a 02 meses no máximo. Já é a quinta vez que isso acontece… estou bem chateada porque as dos meus pais estão firmes e fortes a décadas, e a minha nova desse jeito cai praticamente de mês e meio em mês e meio… Por que isso está acontecendo? O meu dentista finge que isso é normal, mas sinceramente isso não parece nada normal pra mim.
    Obrigada

    Responder

    1. Sabrina, como vai?
      Nunca é normal que uma coroa fique soltando a cada 2 meses. Deve haver algum motivo para isso.
      Isso indica, possivelmente, a necessidade de reconfeccao da peça.
      Inclusive, poderá ser necessária, em alguns casos, a colocação de um pino para melhor retenção da peça.
      A disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  56. Olá Dr Wagner ,estou desesperada tenho 35 anos e tomava um medicamento para emagrecer que fez meus dentes ficar fraco com isso tenho 3 caninos superiores que estão só com a raiz quebrados um do lado do outro,gostaria de saber se tem como colocar pivôs,pois um implante é muito caro no momento não posso,sò está a raiz o dentre quebrado e dente o pedaço do dente

    Responder

    1. Oi, Mara.
      Realmente, este seu caso só seria possível de responder por meio de visualização direta de seu caso.
      Por outro lado, por aquilo que você relatou, possivelmente, a reabilitação por implantes seria a melhor conduta.
      Não havendo possibilidade atualmente para tal, talvez fosse recomendável você fazer um tratamento paliativo e, em tempo oportuno, você se preparar para o tratamento definitivo,

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  57. Dr. Fazem mais ou menos uns seis meses que fiz tratamento de canal em um dente, logo após fiz uma restauração normal por se tratar de um caso simples, e o canal foi feito com sucesso. Porém o meu dente agora quebrou uma parte significante. Tem como restaurar esse meu dente de forma que venha a ser eficaz, e que o preço seja em conta?

    Responder

    1. Olá, Kelly.

      Como você leu no post, os dentes que passam por tratamento de canal ficam fragilizados. Por isso, é quase 100% mandatório (como poucas exceções) que se faça uma coroa parcial, total ou pivô após o término do tratamento de canal.

      Estas peças protéticas além de reparar a estrutura do dente perdida por cárie ou tratamento de canal, protegem a parte do dente que sobrou, evitando estes casos como você relatou em sua pergunta.

      Acredito que, agora, após a fratura, você deve passar por criteriosa avaliação pelo seu dentista e verificar a possibilidade de confecção de uma coroa protética ou um pivô.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  58. Fiz uma coroa total do dente da frente ,mas cai a cada 3 semanas ,porq isso acontece?só é colado com um tipo cimento mas qualquer mordida mais forte ja amolece.

    Responder

    1. Olá, Ângela.

      Nunca é normal que uma coroa fique descolando. Ao contrário, uma boa coroa, bem confeccionada pelo dentista e bem cuidada pela pessoa, deve ter uma durabilidade de décadas sem qualquer problema.
      Sempre, quando isso ocorre, deve-se optar por refazer a peça, isto, é claro, caso o dente onde ela se apoia esteja 100% OK.

      À disposição para outros esclareciemtnso,

      Wagner Munhoz

      Responder

  59. Dr. A dez anos fiz um tratamento de canal e posteriormente coloquei um pivô, porém faz dez anos que estou insatisfeito com a aparência por ser um dente da frente ficou maior que os outros. Gostaria de saber se da para trocar por pino mais coroa mais moderno? Obrigado

    Responder

    1. Everton, como vai?

      A troca de um pivô sempre é assunto delicado.
      Precisaria checar se o pino é uma peça independente da coroa protética ou se ele mais coroa protética é uma peça única.

      Se forem peças separadas, talvez baste a troca da coroa (o que melhoraria a estética), enquanto se preservaria o pino, a fim de não injuriar mais a raiz do dente.
      De fato, toda a vez que se tem que trocar o pino ancorado na raiz do dente, corre-se o risco de fratura ou desgaste da raiz.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  60. Ola tenho q por uma coroa no dente superiores do fundo, queria saber qual o tipo de coroa devo por ser e a de porcelana com metal ou a pura sendo q eu nao volte mais ao destista por causa deste dente ? Desde ja obg

    Responder

  61. Ola tenho q por uma coroa no dente superiores do fundo, queria saber qual o tipo de coroa devo por ser e a de porcelana com metal ou a pura sendo q eu nao volte mais ao destista por causa deste dente ? Desde ja obg

    Responder

    1. Olá, Edileusa.

      O tipo de coroa mais durável e previsível é a de metal puro, apesar de ser a menos estética.
      Como no seu caso, aparentemente, este não é o critério mais significativo, acredito que a de metal seria mesmo a mais indicada.

      Por outro lado, seja lá como for, a coroa deverá ser muito bem confeccionada e você sempre ter um autocuidado diário, passando fio dental nela e diminuindo a frequência de ingestão de açúcar, a fim de evitar cáries.

      Este açúcar seria – como regra – preferencialmente não consumido entre as refeições e antes de dormir.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  62. Bom dia fiz um tratamento de canal onde foi colocado uma coroa total ,e agora ela quebrou um pedaço. Qual o procedimento agora pode- se colocar outra coroa? Ou tem outro meio para consertar ?

    Obrigado.

    Responder

    1. Olá Ramos.
      Estranho uma coroa total vir a quebrar rapidamente.
      Você saberia qual material foi utilizado?

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  63. Boa tarde!Coloquei uma Coroa em um Pré Molar, passando um tempo uns dias, foi constatado que é preciso um Canal. Para fazer o Canal necessário retirar a Coroa. A Dentista quer abrir um pedaço da Coroa e depois restaurá- la. Isso pode?

    Responder

    1. Oi, Rosane.
      Sim, algumas vezes isso é possível e apropriado.
      Noutras vezes, apesar de possível, não se deve fazer devido às condições da coroa protética.
      Ainda, em outras vezes, este procedimento não é possível devido à anatomia dos canais.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  64. Estou no procedimento de uma coroa de porcelana. Após um tratamento de canal…foi tirado varios rx.
    .Agora a dentista diz q minha raiz trincou…Não sei o que fazer. ..ela pediu para aguardar ….ma meus cheques vao cair na conta…o q fazer por favor …

    Responder

    1. Olá, Ana Lúcia.
      Dente com fratura de raiz é, na quase totalidade das vezes, condenado.
      Talvez fosse importante, replanejar o tratamento por meio de implantes dentários.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  65. Dra. tenho um pivô no dente da frente, superior. Num sábado de manhã ele soltou. Eu fui no postinho 24h e a dentista cimentou novamente com CIV Maxxion. No teste de mordida estava incomodando, parecia que estava levemente inclinado para a frente. Falei com a dentista e ela respondeu: agora, infelizmente não tem como eu descolar isso. Vai ter que ficar assim, até descolar de novo aí arruma. É isso mesmo? Não tem como descolar pivô depois de cimentado sem danificar a peça? Aguardo, obrigada.

    Responder

    1. Oi, Mônica.
      Realmente, quando um pivô descola, geralmente, a primeira indicação, seria a re-confecção do mesmo.
      Isto porque, se ele caiu, é porque houve algum tipo de desadaptação, a qual é por vezes, insanável.

      Quando se há uma re-cimentação da peça não muito satisfatória, realmente, corre-se o risco de fratura da raiz e perda do dente, caso tente-se removê-lo.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  66. Dr Wagner,

    Ainda bem que existem profissionais de caráter, profissionalismo e de coração grande como o Senhor
    Gostaria de uma orientação sua. Fiz um procedimento de canal no meu 3º molar esquerdo, da arcada inferior há alguns anos, porem há uns 2 dias fui surpreendido com o rompimento da parede esquerda do dente, o canal ainda está firme, embora a parede do dente tenha se afastado e está mole. Sei que devo ir ao dentista, mas estou fora da cidade que resido e só retornarei em 5 dias. Estou muito nervoso, o Sr poderia me orientar como devo proceder ate retornar para minha cidade e qual procedimento mais indicado para esse ocorrência?

    Desde já agradeço imensamente e parabéns pelo blog, rico em conteúdo, de linguagem fácil e participativo.

    Responder

  67. Ola dr. Wagner! Tudo bem?

    Bastante elucidativo e didatico seu texto.

    Gostaria de compartilhar o meu caso e se possivel
    receber alguma sugestão.

    Enviio ao seu email sob o titulo: AVAL

    Grata!

    Responder

  68. olá, fiz um canal no dente canino superior e agora preciso colocar um bloco, ao consultar uma dentista, ela informou que poderia colocar de resina ou de porcelana, mas o que me chamou atenção é que ela falou de porcelana com resina. isso existe? porque sempre ouvir falar que são coisas distintas. Quando fala em porcelana tem que ser pura ou realmente há a mistura?
    Muito obrigada, adorei seu site.

    Responder

    1. Olá, Aline.

      Existem compostos híbridos, chamados cerômeros, o qual misturam resina e cerâmica (porcelana).
      Particularmente, gosto mais dos compostos de porcelana.
      Atualmente existem compostos de cerâmica injetada, a qual é livre de alma em metal, melhorando a estética final.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  69. Ola Wagner!

    Bastante elucidativo seu texto. Gostaria De compartilhar o meu caso e se possivel
    alguma sugestão.
    4
    Fui fazer avaliaçao rotineira e verificar a possibilidade de melhorar a estetica de um dente frontal ao lado do molar esquerdo. Ele tem um canal ha mais de 20 anos e escureceu com o tempo.

    Me foi indicado injetar produto e verificar ate onde o dente responderia . Como pediram uma panoramica , Alem deste dente identificaram problemas com alguns dentes posteriores pela analise da radiografia. ,com sugestao de refazimento de 3 obturacies grandes posteriores . Nao sentia qualquer dor nem sensibilidade nestes dentes.

    Iinicialmente abriram dois destes dentes posteriore e indicaram além de canal, coroa com pino.

    O valor de cada coroa com pino , mais o canal , a serem feitos em outra consulta, , o profissional que trara o canal não era o mesmo que abriu os dentes, ficaria em
    r$ 3100,00. Os 2 dentes totaluzariam r$ 6 100,00, alem do valor inicial ( este valor adicional fez mais que dobrar o orcamento inicial). Pedi que reavaliassem a necessidade dos pinos( eu ja havia feito duas outras onlays de porcelada comuito menos material dentario).

    Antes de iniciar este tratamento penso em ouvir a opiniao de putro profissional sobre a necessidade do pino . Com a panoramica e os dentes com o material provisorio acredito que outro profissional consiga visualmente avaliar a possibilidade de encaixe
    na estrutura atual destes dentes.

    Esta é uma alternativa, ou seja , posso solicitar a panoramica que ficou retida lá e explicar que pretendo ouvir outra opiniao?

    Obrigada!

    Responder

    1. Oi, Laura.
      O seu caso está recaindo em uma fronteira de opiniões na odontologia.
      Existem linhas de tratamento e, por vezes, o consenso não se estabelece.

      Você mora em São Paulo?

      Se sim, posso lhe indicar o Dr Fábio, o qual é especialista em prótese é tem bom critério. Passarei o contato dele por e-mail.

      Caso não more em SP, você pode procurar uma segunda opinião em um especialista em prótese.
      Existe uma lista de especialistas no site do conselho regional de odontologia de seu Estado.

      À disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

  70. Boa noite gostaria de saber se o nucleo no caso um pino de metal se ele apita em um detector de metais ?

    Responder

    1. Oi, Heidi.
      Dependerá do grau de sensibilidade do detector de metais.
      Se for muito sensível, certamente detectará.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  71. Olá,tenho um dente da frente partido a 6 anos e ágora foi ao dentista e ela quere meter um pivo ser a uma Boa ideia?sinto dores horríveis que nunca senti neste dente a 6 anos

    Responder

    1. Ricardo, boa noite.

      Inicialmente, deve-se buscar o entendimento da origem de sua dor.

      Se há comprometimento do canal do dente por bactérias, deve-se, antes de tudo, realizar-se o tratamento de canal.

      A partir daí, uma vez sanada a dor do dente, propõe-se o melhor método de reconstrução da estrutura do dente perdida.

      Se houve necessidade de se tratar o canal, em geral, a técnica de reconstrução do dente recairá provavelmente em uma coroa ou pivô (pino+coroa).
      Caso não houve a necessidade de se tratar o canal do dente, deve-se ponderar a necessidade de uma restauração simples ou não.

      A resposta, então, é “depende”.
      Em geral, se há grande perda de estrutura, o tratamento recairá no pivô.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  72. Boa dia Dr. Wagner,

    Estou surpreso com o conteúdo do seu site. De linguagem fácil, clean e leve. Você está de parabéns pelas informações e também pelo comprometimento em responder a todos de maneira cortês e bastante profissional.

    Por motivos pessoais acabei enviando um email para o Sr, afim de tirar uma dúvida.

    O título é Orofacial #62.

    Desde já agradeço !!!

    Responder

  73. Bom dia! Possuo uma coroa com pino no dente da frente e sem motivo aparente o mesmo caiu (com pino também). A dentista o recolocou e após isso fiquei com uma dor incômoda na raiz do dente por duas semanas. Após isso, a dor foi piorando e acabou inflamando. Ela receitou dois antibióticos, e hoje após quase 3 dias tomando a medicação minha boca e meu rosto ainda se encontram um pouco inchados. Nesse caso, será que o recomendado seria a extração total do dente e colocação de um implante, sendo que faz cerca de dois meses que coloquei essa jaqueta.

    Responder

    1. Oi, Lia.

      O seu caso, por hipótese, poderá ser devido a duas possibilidades:
      1) Fratura da raiz do dente: neste caso, há infecção por bactérias ao redor da fratura, levando à dor, inflamação e pus.
      Neste caso, não haverá outra solução senão a extração do dente, para posterior reposição do mesmo por meio de implante ou uma ponte fixa ou removível (chamada popularmente de “ponte móvel”).

      2) Infecção do canal do dente: com a queda do pivô, houve contaminação do canal por saliva e bactérias, levando à infecção, inflamação e dor: Neste caso, deve-se avaliar a raiz do dente, e a possibilidade de re-tratamento do canal do dente, bem como a re-confecção do pivô.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  74. Boa tarde,eu precisava saber se as coroas totais são seriam recomendadas para o meu caso,pois estou com 3 dentes que estão só com as raízes,sendo 2 em seqüência e um do lado oposto.Tenho uma provável extração marcada p/ 3ª feira agora,portanto preciso de uma resposta urgente e imediata,pois é minha última esperança,e dependendo de como for,eu poderia até o último momento,já lá no consultório,voltar atrás e cancelar as extrações.Só fiquei sabendo hoje como é feita esse tipo de prótese,quem dera tivesse me informado antes,mas bom pelo menos ainda não arranquei,se tivesse lido sobre isso depois de arrancar…nossa,aí sim é q seria de lascar! E pelo que entendi é direitinho a minha situação,estou só com as raízes desses 3 dentes,a gengiva exposta…então a coroa total seria a saída ideal pra mim?
    Pro meu caso,seriam dentes molares e um pré molar,faz diferença o tipo? O pivô é fixo e/ou permanente?
    Por favor,respondam rápido,se possível ainda hoje,pois os doutores da Odonto Company querem me extrair essas raízes de qualquer jeito,e se isso acontecer,aí coroa só com implante,e implante não posso pagar,é caro demais!
    Alguem me ajuda??

    Responder

    1. Olá Leo.

      O critério de extração ou não de um ou mais dentes é sempre muito visual, depende muito da avaliação do profissional.

      O dentista avalia o estado clínico e radiográfico do dente e, então se decide por um ou outro caminho.

      Caso você tenha dúvidas, acredito que seria melhor você postergar as extrações dos dentes e passar em consulta com outro dentista, preferencialmente, algum especializado em prótese dentária.

      Ele poderá avaliar os seus dentes e lhe dar uma segunda opinião.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  75. Olá, meu segundo pré molar quebrou na diagonal na parte interna, e o dentista que eu passei disse que será necessário extrair, realmente não há outra opção? Eu não queria extrair, eu já havia feito outras restaurações antes, mais quebraram. E ele disse que o dente não “aguenta” mais. Obrigada desde já

    Responder

    1. Olá, Anali.
      O pré-molar é um dente muito capcioso.
      Isto porque é um dente relativamente pequeno, quando comparado a um molar, mas ao mesmo tempo recebe uma carga mastigatória muito grande.

      Então, qualquer carga mais elevada em cima de um pré-molar que já foi muito restaurado, acaba por quebrá-lo…por vezes, muito radicalmente.

      Dependendo do tipo de fratura, pode-se pensar em colocar um pino dentro da raiz + coroa protética.
      Por outro lado, caso o dente já tenha sido muito injuriado, não haveria outra alternativa senão a extração do mesmo.

      Tudo irá depender do estado atual do dente e também do critério do dentista.

      Se você tem dúvidas, poderá pegar uma segunda opinião com algum dentista especializado em prótese.

      À disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

  76. Boa noite!
    Tenho uma faceta e uma lente nos dois dentes da frente. Porém no dente que tem a lente, quebrou e caiu mas a raiz permaneceu e a lente ficou intacta. Verifiquei com a dentista a hipótese de colocar um pino, pois ela colou, mas não me sinto segura de morder e também tenho medo que quebre a lente, pois sinto que o dente mesmo ficou somente uma lasca, porque ela desgastou. O que devo fazer?

    Responder

    1. Olá Amanda.
      Esta situação que você está é bem delicada.
      Eu particularmente, não gostaria que nem eu, nem qualquer pessoa ficasse sempre tendo que se lembrar daquilo que poderia ou não fazer com um determinado dente, uma vez que ele poderia doer ou quebrar…

      Acho que você poderia conversar com o dentista a respeito de fazer algo que fosse mais duradouro e resistente a fim de você se libertar desta preocupação.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  77. Olá,
    Tenho uma prótese fixa no dente 12,
    esse dentre foi feito um canal há anos atrás, e acabei quebrando no ano passado, a coroa desde dente.
    Assim, sendo necessário fazer uma prótese fixa, o dentista fez um raio X e por precaução refez o canal por toda raiz do dente, para fazer a protése fixa. Tanto o núcleo quanto a coroa são feitos em amex e foram cimentados em fosfato de zinco.
    Entretanto, há uns 20 dias, acabei tendo a fratura do núcleo (causa misteriosa), meu dentista recomendou procurar um profissional para retirada do pedaço remanescente do nucleo, e tentar fazer outro núcleo modelado no molde na coroa (para reaproveitar a mesma) já que ele diz ser de um material muito bom -como estamos agora em Estados diferentes não consigo voltar pra ele, e eu esteticamente gostei muito do resultado.
    Seria possível realmente reaproveitar? Fui em uma dentista especialista em protese, e ela não conhecia e não trabalhava com o material amex e não saberia muitos informações sobre tentar reaproveitar utilizando o nucleo com os outros materiais (que ela use), então cimentou com Hydro C e talvez sustentaria até eu me organizar e voltar para dentista que fez. Sendo que essa cimentação provisória soltou, e estou a 1 semana com o (nucleo+coroa) “solto” entretanto ainda consegue permanecer preso ao canal, sendo até dificultosa para retirar.
    O que vc sugere, obrigado desde já.

    Responder

    1. Jean, como vai?

      Realmente, o seu caso não é bem comum.
      Talvez (é só uma hipótese, porque não vi o seu caso diretamente, ok?) o pino tenha se fraturado por ser fino.
      Mas veja bem, Jean: antes uma fratura de pino do que uma fratura da raiz do dente.

      O nome do material é o “e.max”; ele é feito a partir de cerâmica de ala resistência.

      Existem técnicas para reaproveitamento da coroa protética, onde se perdeu o pino (núcleo). Vai depender muito da habilidade manual do dentista que irá reaproveitar a coroa.

      Se a coroa antiga realmente ficou esteticamente favorável, acho (opinião pessoal) que você poderia arriscar e tentar reaproveitá-la.
      Isso porque, nem sempre se consegue uma estática bem favorável de uma coroa unitária, frente aos demais dentes naturais.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Como vc tem meu email, posso lhe enviar a foto do pino + núcleo e como ficou a estética.
        Realmente uma fatalidade, o dentista falou que o materia é muito bom, e que algo raro aconteceu.
        Eu acordei com uma inflamação e senti o dente mole, durante o dia ele soltou.
        Na dentista que fui fazer o paleativo, pós fratura, ela até achou que o dente era provisório, pela cor… etc, e afirmou ser tbm fatalidade por na visao dela, o pino não ser fino. =(
        Mas irei tentar um dentista que reaproveite, principalmente pela estética.

        Responder

  78. Boa noite
    Coloquei uma coroa de ceramica no meu molar superior a 10 dias
    Ao comer pipoca no cinema quebrou a ceramica da coroa
    E normal a quebra deste material em tão pouco tempo?
    Isso indica inferioridade no trabalhodo protetico?
    Como devo proceder com meu dentista…?só terei consulta daqui 5 dias

    Responder

  79. Boa noite
    Coloquei uma coroa no meu molar superior a 10 dias
    Ao comer pipoca no cinema a cerâmica da coroa quebrou
    É normal em tão pouco tempo ela se quebrar?
    Isso indica ser um material inferior do protético?
    Não quero pre-julgar meu dentista…como devo proceder?

    Responder

    1. Oi, Tatiane.
      Antes de tudo, você precisaria saber qual o material de confecção de coroa você combinou com o dentista.

      Se foi combinado cerâmica (ou porcelana) ou metal, geralmente é bem resistente e só quebraria mesmo caso se tenha comido algo muito duro ou, então, se houvesse algum contato entre dentes muito robusto.
      Pergunto a você: estava sentindo este dente bater antes dos demais quando você cerrava os dentes ou mastigava?
      Se sim, pode ser que a fratura tenha se dado por causa de excesso de carga mastigatória por sobre a coroa.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  80. Olá. Eu estava com uma cárie, no primeiro pré-molar esquerdo, que se tornou profunda, então fiz tratamento de canal. O dentista iria fazer a obturação, porém disse que não teria como, pois o dente é “pequeno”. Portanto, fez uma obturação provisória, e com um mês eu voltaria pra colocar um pivô. Só que já faz quase um ano que não volto mais lá. E agora? O que pode ter acontecido de pior no meu dente? O que devo fazer? Será que vai ter que repetir o processo do canal?

    Desde já, grato.

    Responder

    1. Olá, Luan.
      Inicialmente, deverá ser checado se o seu dente, se houve nova cárie e se houve nova infecção do canal por bactérias.
      Não havendo nada disso, pode-se colocar a coroa para restauração do dente.
      Aliás, não somente “pode” como também “deve” ser colocada a coroa a fim de proteger o remanescente dentário (ou seja, o que restou do dente) contra novas cáries e fraturas.

      Lembre-se de cuidar muito bem dos dentes, em especial desta coroa, utilizando fio dental por debaixo dela e evitando açúcar entre as refeiçoes e antes de dormir (troque por este adoçante: sucralose gotas).

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Muito obrigado pelo esclarecimento, Wagner!

        Tenho outra dúvida… Se caso eu precise posteriormente usar aparelho ortodôntico, o canal ou o dente restaurado terá alguma interferência?

        Responder

        1. Luan, caso o tratamento de canal esteja 100% ok e o dente a estrutura do dente corretamente reabilitada, não haverá problema algum.
          Deixe clara ao dentista a sua intenção de fazer tratamento ortodôntico futuro, ok?
          À disposição para outros esclarecimentos
          Wagner Munhoz

          Responder

  81. Olá,
    eu tenho os três dentes frontais superiores com tratamento de canal e também com restauração. A cor deles está ficando amarelada. Já procurei 3 dentistas para avaliar pois quero colocar facetas de porcelana para alinhar a cor com os naturais. No entanto, um dos dentistas me falou que em virtude do tratamento de canal e das restaurações é preciso colocar um pino em cada dente para depois colocar a porcelana, para que eles fiquem fortes e sem possibilidade de quebrar pois, na avaliação dele, os dentes com canal e restauração ficam fragilizados. Os outros dois falaram que não preciso pino que só se coloca quando o dente ja não tem mais nenhuma estrutura. Estou muito confusa. Qual é o procedimento correto?

    Responder

    1. Olá, Fabiane.

      A conduta clínica para sua situação é de fronteira entre pinos+coroas totais e o facetamento estético simples.
      É bem difícil te dar uma resposta pronta, sem qualquer avaliação de seus dentes.

      E é por isso que a avaliação entre dentistas diverge.

      A avaliação do dentista que recomendou a colocação de pinos não pode deixar de ser pertinente.
      De fato, dentes em que foram tratados o canal tornam-se fragilizados.
      Se a colocação das facetas de porcelana necessitar de mais desgaste do dente, poderá fragilizar ainda mais.

      Para se evitar o desgaste, alguns dentistas têm indicado lentes de contato, as quais são lamínulas de cerâmica (porcelana) coladas diretamente no dente, sem qualquer desgaste do dente.

      Existe uma opção de tratamento intermediária, na qual se coloca um fino pino no canal, fabricado com fibra de vidro ou de carbono, a fim de se reforçar o dente submetido ao tratamento de canal.
      Daí, com o dente já reforçado e sem grave risco de fratura, coloca-se uma faceta estética, evitando-se assim, uma coroa protética.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  82. Fiz uma obituração no dente, e foi colocado uma coroa mas o dente continua doendo muito, fiz radiografia e segundo o dentista , não tem indicação para canal; gostaria de saber porquê continua a doer?

    Responder

    1. Nilza, boa noite.
      A sua queixa é muito ampla e difícil de responder sem um exame clínico e radiografia adequado.
      Mas digo a você que nunca é normal que um dente fique doendo.
      Sugiro que você retorne ao seu dentista para outras avaliações

      À sua disposição para outros esclarecimentos

      Wagner Munhoz

      Responder

  83. Ola….fiz uma segunda colocação de um pivô no dente canino…
    A respeito do dente ta perfeito bem colocado
    Firme mesmo… Na hora agente testou mordida ficou perfeitoo. So que quando vou mastigar acaba pegando o dente debaixo no pivô de cima… So que pega na parte de trás do do pivô eles não se chocam na mordida… Isso e normal?com tempo eu vou aprender a morder direito p ser um dente novo? Ou ta errado…lembrando que primeiro pivo quebrou a parte de trás talvez p estar aberto eu n estava sentindo pegar? Me ajude….

    Responder

    1. Olá, Erilson.

      O dente canino é muito importante durante a mastigação porque ele orienta o deslise da mandíbula como um todo.
      Este deslise é chamado de “guia em canino”, isto é, quando você mastiga, o canino deve guiar – pelo seu toque em deslise – todo o direcionamento da lateralidade da mandíbula.

      Por isso, quando você morde normalmente (durante a prova do pivô em seu dentista), você referiu que o dente ficou perfeito; mas isso não ocorre quando você mastiga, quando a mandíbula é colocada em lateralidade para realizar a fricção dos dentes na mastigação.

      Geralmente, a pessoa se acostuma com este dente novo em um espaço de mais ou menos 1 semana. Você deve retornar ao seu dentista para reavaliação, ok?

      À sua disposição para outros esclarecimentos,
      Wagner Munhoz

      Responder

  84. boa noite!
    Gostaria de saber se é possível colocar prótese sem grampo nos três dentes de cada lado inferior????

    Responder

    1. Divina, como vai?
      Para você obter uma resposta precisa para a sua pergunta, você deverá passar em consulta com um dentista, preferencialmente aquele especialista em prótese dentária.
      Sempre que possível, Divina, você deverá preferir a colocação de implantes dentários a uma prótese dentária convencional, a qual se apóia em seus dentes naturais.
      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  85. Bom dia!

    Há mais ou menos 13 anos fiz 4 canais nos dentes da frente superior, agora já estão totalmente sem estética recentemente fiz duas coroas/jaqueta, mas em datas diferentes apesar de ser no mesmo consultório dentário o resultado ficou muito destoante um do outro, preciso fazer dos outros dois dentes mais estou totalmente insatisfeita com resultado, pensei em arrancar os 4 e colocar uma ponte móvel, mas não sei se seria a melhor opção estou totalmente confusa, não sei qual seria o melhor tratamento que coubesse no meu bolso, recebi a informação de um profissional que eu deveria refazer as duas que já possuo e fazer as outras duas todas ao mesmo tempo e no mesmo laboratório só assim poderei ter um resultado uniforme. Podem me auxiliar???

    Responder

    1. Elenir, como vai?

      Realmente, aparentemente, houve antes de tudo, um problema de planejamento em seu caso.
      Os dentes anteriores devem ser feitos concomitantemente, a fim de se chegar a um melhor resultado estético, mais harmônico.

      Por outro lado, sugiro a você que, caso haja insatisfação, troque todas as coroas, mas evite a prótese removível…ela é menos conservadora da saúde de seus dentes e mais desconfortável ao uso diário.

      Valeria a pena você esperar e economizar um pouco mais e fazer algo bem feito e satisfatório do que intempestivamente realizar o mais barato para “livrar-se de um problema”, ok?
      Se possível, faça as coroas de material cerâmico, o qual mantém a estética e tem durabilidade muito maior.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhz

      Responder

  86. Fiz tratamento de câncer de língua a 8 anos atrás e acabei perdendo,todos os dentes,só ficou a raiz,gostaria de saber , se tem co colocar coroa ,pelo menos nos dentes da frente,superior e inferior

    Responder

    1. Vera, boa noite.

      Espero que esteja tudo bem com você atualmente, após recuperação desta doença.

      Para responder a esta pergunta, você necessitará de uma avaliação diagnóstica direta de seu estado dental atual.
      Caso você more em São Paulo/Capital, envie um e-mail para wagner.munhoz@orofacial.com.br, a fim de que eu possa passar para você o contato de um colega, ok?
      Se, por outro lado, você morar em outra cidade, peço que entre em contato com dentistas especializados em prótese dentária, a fim de ele poder avaliar o seu problema.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  87. Bom dia Wagner,
    A alguns anos (creio que uns 3 – 4 ) na impossibilidade de restauração de um dente anteriormente tratato (canal) meu dentista fez uma “cobertura” de porcelana presa por uma parte metálica no restante do dente (na cavidade).
    Vinha sentindo uma leve sensibilidade neste dente, mas nada grave…até….
    Que fui apresentado ao imfeliz frango á passarinho e eis que mordi um pedaço de osso de frango e apartir daí (3 dias) a dor só aumentou.
    Só poderei ir ao dentista na sexta-feira então mediquei com Diclofenaco sódico e lisador.(tomei a pouco então ainda sem efeito).
    Que acha? A dor é prenuncio de necessidade de retirada de tudo e futuro implante? Ou será que o “tratamento” pode estabilizar e vida que segue?
    Em tempo, tenho dieta severa ( treino musculação) nada de refrigerante a mais de 10 anos e açucar no mínimo.
    Idade, mais de 40.
    Desde já, obrigado e parabêns pelo trabalho.

    Responder

    1. Olá, Mohammad, espero que sua dor de dente tenha ao menos aliviado.
      Sim, eu acredito, pelo seu relato, que este dente esteja com problemas na raiz (talvez fratura).
      Quando isso ocorre, há a necessidade de remoção do dente e colocação de implante dentário.
      A gente sabe que sempre um dente onde se foi tratado o canal e reabilitado por prótese, sempre será um dente fragilizado.
      Ele é mais fraco mecanicamente e também deve ter cuidado redobrado com a alimentação açucarada constante (ainda bem que você a evita), bem como com a higienização (uso de fio dental diário).

      Boa sorte.
      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Dias dificeis….
        Wagner Munhoz, agradeço a prestatividade.
        Acho bom compartilhar os próximos passos após meu ultimo relato, então…
        Pois é, cada vez mais confio em meu dentista, (confiânça é tudo). Realmente no período de decisão sobre extrair (e colocar implante) o eficiente profissional esclareceu as limitações no caso de uso de coroa (eficiência, durabilidade, etc..) mas por fim optei por não extrair e acabei apenas “empurrando” a solução definitiva.
        Não suportando a dor, fui ao meu dentista que deu o feedack igual ao seu, ou seja, provável fratura, porém, prescreveu:
        Amoxicilina 500 (8×8 horas);
        Manter o Diclofenaco sódico (8×8) por 5 dias
        Manter o analgésico -Lisador- (8×8) enquanto houver dor.
        Resultado:
        Vida de cão… eita dor que derruba rsrs
        Ainda com dor (reduz um pouco +- 1 hora depois da medicação, mas não dura até a próxima dose).
        Solicitei re-orientação ao profissional (via WatsApp) e o mesmo sugeriu continuar com a medicação (creio que na esperança e amenizar).
        Assim estou fazendo, suportando esse TERRÍVEL incômodo, até o momento, ciente de que já podemos previnir: Extração…
        Aproveito e pergunto aqui:
        Poderá ser feito a retirada do dente ainda com dor, ou deve estabilizar primeiro?
        Sendo fratura, com esse “coquetel” terei chances de acabar com a dor?
        Sendo fratura, não deveria estar com a bochecha inchada? (Não estou)
        Não relatei, mas dois dentes atrás desse tenho o último dente Siso (sofri tanto para retirar os outros que amarelei rsrs), será (repito será) que poderia ser uma dor “referida” ou seja, esta dor toda ser de origem do dente siso?
        Qual exame definirá a situação real? Raio x? Retirada só da coroa? (Essa retirada é possivel?

        P/s.: Ciente de que meu dentista está a altura de todas as respostas aqui lançadas é que adirmo que as relato aqui, afim de colaborar com o veículo que é esta excelente ferramenta, e, talvez ajudar a outro sofredor rsrs.

        Mais uma vez, muito obrigado!
        Mohammad C.

        Responder

        1. Mohammad, bom dia.
          Espero que esteja melhor.
          A confirmação sobre uma possível fratura de raiz, às vezes pode ser feita por meio de RX.
          Digo “às vezes” porque nem sempre é possível se visualizar a fratura na radiografia.
          Quanto não se é possível a perfeita visualização da fratura, a confirmação somente poderá ser feita por meio de inspeção direta do dente e remoção da coroa.
          A dor por fratura pode se dar ao contato dentário e à palpação ao redor do dente comprometido.
          Algumas vezes nota-se um inchaço na gengiva ao redor.
          A dor é exacerbada pelo contato de um dente sobre o outro. É muito aguda e objetiva, não deixando margem para dúvidas.
          Para a remoção, o dentista precisará necessariamente, desinfeccionar o dente por meio de antibióticos.
          Deve-se tirar o dente de mordida, a fim de ajudar a controlar a dor.

          À sua disposição para outros esclarecimentos
          Wagner Munhoz

          Responder

          1. Boa Noite Wagner,
            Olha eu aqui outra vez rsrs
            Após a semana de medicações e o uso com cautela do MARAVILHOSO Perio-gard, tive uma semana dos deuses, sem dor, mastigação quase 100%.
            Até que, num domingo de sol….
            Bastou uma mordida no dente da coroa e os dias de cão voltaram, decretando a necessidade de extração.
            Pois bem, escrevo 15 horas após ao terrível procedimento, que se tornou complexo pelo fato de que planejamos já efetuar a colocação da “base” parafuturamente colocar o implante definitivo (+- 4 mêses de cura óssea e gengiva). Durante o procedimento de extração o cirurgião tentou ao máximo preservar o que ele chamou de “crista” pois assim, haveria carga óssea suficiente para a colocação da base (pino?), mas dado ao estado precário do que sobrou do dente após a retirada da coroa, foi necessário abrir mais espaço para a retirada do ultimo pedaço de raiz.
            Dia difícil….
            Por fim, a fim de colaborar para preparação futura pada implante, antes da sutura, foi aplicado “enxerto ósseo” e uma espécie de cobertura (coat) depois feita a sutura.
            Estou medicado novamente:
            Decadron 30 minutos antes do procedimento cirurgico;
            Amoxicilina 500mg desde 24:00 antes do procedimento (8×8 horas);
            Nimesulida 100 mg (12 x 12 horas);
            Advil 400 mg (6×6 horas enquanto dor)
            E Omeprazol 20mg (este eu estou tomando por conta devido a antecedentes gastricos),
            Gelo na face ;
            Alimentação de líquida a pastosa;
            Sem bochecho por 24 horas;
            Muito incômodo ainda, creio que por conta do enxerto ósseo.
            Wagner? Alguma colocação complementar aos procedimentos acima?
            Após a cura óssea pretento dar continuidade para colocação do implante, por se tratar de um dente molar, pergunto:
            Implante parafusado ou o que é “cimentado”?
            Já fiz um implante duplo (peça única) no sistema “cimentado” e volta e meia ele solta. (Causa já diagnosticada. Em planejamento de correção: colocação de um terceiro pino e nova peça).
            Desde já, muito obrigado

            Responder

            1. Mohammad, bom dia.
              (Só agora vi o seu comentário…)
              Os procedimentos que você está fazendo estão adequados, não merece nenhum reparo de minha parte.
              Da parte do paciente que recebeu o implante, é só seguir as orientações do denteista e mexer o menos possível no local da ferida cirúrgica.

              Realmente, o enxerto ósseo, por vezes provoca um pós-operatório um pouco mais dolorido devido, em parte, ao enxerto em si e à presença da membrana de cobertura.
              Um implante cimentado não deveria desprender facilmente a coroa. Existe uma adaptação muito precisa entre as peças do implante e aquela da coroa protética.
              Por isso, está correta a correção do problema.

              Responder

  88. boa noite.Há aproximadamente 1 ano foi colocado pino e coroa no primeiro molar arco inferior. Estava com um gosto ruim durante algumas semanas e hoje a coroa caiu. Ao olhar dentro dela pode ver que o pino esta preso nela e todo o interior dela preenchido por partes do meu dente. Isso pode acontecer em tão pouco tempo? Não seria o caso de ter sido realizado um implante desde o início, pois se o dente saiu dentro da coroa então acredito que não estaria em condições ideais para esse tipo de procedimento considerando que foi finalizado em janeiro de 2015

    Responder

    1. Olá, Flávio.

      Em geral o gosto ou odor ruim emanando de uma peça protética indica a possibilidade de desadaptação e infiltração de cárie entre a coroa protética e o dente.
      Aparentemente, esta desadaptação levou à queda da peça, com perda de estrutura dental.

      É impossível para mim opinar a respeito da indicação do procedimento realizado, uma vez que não avaliei diretamente.
      Em geral uma coroa bem indicada, bem realizada tecnicamente e, sobretudo, bem cuidada pela pessoa (pelo correto uso de fio dental e controle do uso de açúcar fora de hora) pode vir a durar décadas.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.
      Wagner Munhoz

      Responder

  89. Fiz tratamento de canal a alguns anos. porem hoje a coroa quebrou. sobrou apenas um pedaço do dente, bem pequeno mesmo. o ideal seria o uso do Pivô? e com o tempo ele se desgasta e tem que ser feito a substituição?

    Responder

    1. Olá, Cristiano.

      Realmente, como você pôde ler no post, um dente portador de tratamento de canal fica fragilizado e, quase sempre, necessita de uma coroa para sua restauração.
      Quando isso não ocorre e se faz uma restauração simples, mais ora menos ora, acaba por quebrar ou infiltrar cárie sob a restauração.

      No seu caso, após a quebra do dente, somente com a visualização direta e radiográfica do dente, por meio de seu dentista, poderá ser possível um parecer sobre o melhor tipo de tratamento a se realizar.

      Dentre as possibilidades de tratamento, há a confecção de um núcleo (pino) e coroa, um pivô, ou até mesmo uma remoção do dente e colocação de implante.

      Aproveite a sua ida ao dentista e peça a ele checar outros dentes que porventura possuam restaurações de grandes dimensões e veja a possibilidade de troca destas restaurações por coroas protéticas parciais ou totais, as quais são mais resistentes, ok?

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  90. tenho coroa e facetas de porcelana elas podem se soltar com uso do fio dental

    Responder

    1. Olá, Rose.

      Em geral, quando confeccionada em padrões técnicos ideais, as coroas ou facetas não deveriam se soltar com facilidade pelo uso de fio dental diário.

      Muito pelo contrário, as peças protéticas, ou seja, facetas, coroas ou próteses dentárias parciais, devem ser sempre higienizadas por baixo delas (no “rodapé”, na linha de união entre o dente natural e a coroa) por meio de fio dental, diariamente.

      Por outro lado, se a coroa ou faceta tiver pouca retenção ao dente, devido a um problema de confecção, deve-se passar o fio dental com mais suavidade a fim de se evitar de se deslocar a peça.

      Às vezes, nestes casos, o dentista recomenda a remoção do fio dental colocado entre coroas protéticas, tracionando-se pelo lado, mas não para cima, a fim de se evitar a tração da coroa.

      À sua disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  91. ola boa tarde
    Quebrei um pedaço do meu dente e fui ao dentista ele me disse que tenho que fazer um cana, e uma
    coroa de porcelana está coreto ? estou com duvida se este dente fraturado possa a doer a restauração
    dele esta intacta o dentista me disse que não afetou em nada o meu dente a penas quebrou.

    Muito obrigada.

    Responder

    1. Jerusa, boa tarde.
      Em geral, dentes em que houve fratura ou comprometimento significativo de sua estrutura dental, deve ser reabilitado por meio de coroa dentária.
      Em geral, quando possível, prefere-se uma coroa parcial…mas quando não for possível, faz-se a coroa total.
      Rotineiramente, o tratamento por coroas totais deve ser precedido por um tratamento de canal.
      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  92. Boa noite
    também gostaria de saber o que posso usar nos meus dentes pois são muito sensíveis, o meu dentista me disse que por escovar os dentes com muita força e fazendo o movimento vai e vem, minha gengiva subiu e deixou a quela parte de baixo perto da gengiva exposta, por isso sinto dor quando como doce,muito quente ou gelado, gostaria de acabar com esse problema.
    Muito obrigada

    Responder

    1. Beatriz, boa noite,

      A sensibilidade nos dentes nunca é normal, sempre deve ser muito bem investigada e tratada.

      Caso não seja devida a cáries ou fratura de dentes, a causa mais comum é a retração de gengiva com consequente exposição de raiz.
      A raiz é recoberta por uma fina camada protetora mineralizada, ao contrário da coroa do dente, a qual é revestida por um duro e espesso esmalte dental.

      Se a camada de proteção é perdida por escovação vigorosa ou erosão por alimentos ácidos (sucos cítricos, refrigerantes (mesmo os Diets), água com gás, vinagre, limão, etc…), há a exposição de partes mais internas do dente, ou seja a dentina.

      Esta dentina é altamente sensível ao toque, ao frio ou ao doce.

      Para tratar, antes de tudo precisa fazer um diagnóstico da exposição de raiz. Caso realmente haja, deve-se parar com alimentos ácidos e promover a recalcificação da raiz agredida.

      Isto poderá ser feito por cremes dentais para dentes sensíveis (Sensodyne Repair) ou recobrimento da raiz pelo dentista.

      À sua disposição para esclarecimentos adicionais

      Wagner Munhoz
      PS: procure ler o post neste blog chamado de “Dor de dente ao frio – você deve estar com hipersensibilidade de raiz”.

      Responder

  93. Boa noite, Meu penultimo dente da parte de cima quebrou, e o meu dentista fez uma restauração, que não durou nem um mês,e caiu, não doeu, não senti nada, voltei lá e ele me disse que precisava colocar uma coroa, me garantiu que eu não precisava fazer tratamento de canal, por que meu dente estava bom, mais que a resina não ia segurar no meu dente por que ele havia quebrado fundo, abaixo da gengiva, dei graças a Deus por que tenho muito medo de dentista principalmente se eu precisasse fazer canal pois todos dizem que dói muito, ele fez o curativo, cortou um pedaço da minha gengiva, tirou o monde e mandou fazer a coroa, eu escolhi a coroa de metal pois ele disse que é mais resistente.
    gostaria de saber se ele fez certo em colocar a coroa ?
    quanto tempo pode durar essa coroa? acho que é coroa parcial, pois não fiz canal para coloca la, ele me disse que vai durar uns 20 anos ,mais não senti muita firmeza e estou morrendo de medo dela cair
    E se ela cair qual o procedimento que eu teria que fazer no meu dente, eu precisaria fazer canal, pois é a ultima coisa que eu quero fazer na vida , eu poderia extrair esse dente?
    Essa coroa é bem colada, ou cimentada como os dentistas dizem? ou corro o risco de como a restauração ela cair tbm.
    Muito obrigada

    Responder

    1. Olá, Beatriz

      Aparentemente, está perfeitamente correta a postura do seu dentista.
      Restaurações grandes são contra-indicadas porque elas tendem a infiltrar cáries, a quebrar ou a descolar.
      Restaurações grandes devem ser sempre contra-indicadas porque, apesar de serem mais simples e baratas, em curto ou médio prazos acabam por causar sérios problemas ao dente da pessoa.

      A durabilidade da coroa irá depender de vários parâmetros. De sua parte, sugiro fortemente que você faça uma boa higienização da sua futura coroa, passando fio dental por debaixo de sua margem, boa escovação e, principalmente, evite, como regra (rotina) o uso de alimentos (balas, chocolates, doces, etc.) ou bebidas (refrigerantes, sucos, cafés, etc.) açucarados fora de hora, entre as refeições e antes de dormir.

      Uma coroa bem confeccionada e bem cuidada diariamente irá durar muitos e muitos anos.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  94. Gostaria de sabe se pode colocar um pivô de três dentes só que nao possuo as raízes

    Responder

    1. Olá, Maria.
      Caso você não possua raízes para suportar a prótese, a indicação será o implante dentário.
      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  95. Olá Dr! Meu primeiro molar inferior tem uma enorme restauração (cerca de 80% da parte visível do dente) feita cerca de 10 anos atrás, onde na ocasião foi feito um canal e esta restauração, acho que com resina. No ano novo uma parte desse dente quebrou e, mesmo sem sentir nenhuma dor, depois de 10 dias fui a uma dentista disponibilizada no meu local de trabalho. Ela examinou o dente, tirou um RX, viu que havia um pino (disse que esse tipo de pino nem é mais utilizado hoje em dia) e disse que na parte onde não havia restauração o dente estava cariado e ali fez uma obturação. Ela aconselhou que eu fosse a um dentista especializado para examinar a situação do dente para que, provavelmente, fosse feita uma coroa. Depois disso colocou um curativo no local onde estava quebrado e estou com ele assim faz 4 dias. Gostaria de saber sua opinião a partir deste relato, se acredita que será necessário refazer todo o procedimento, se o pino que já existe poderia ser reaproveitado, se a indicação seria realmente a coroa total ou se há outra forma de tratar o dente. Notei que a parte do dente onde não há restauração está visivelmente mais escura. Desde já agradeço sua atenção.

    Responder

    1. Olá Natashia,
      O caso do seu dente é muito comum: dentes com restaurações grandes que acabam por quebrar ou cariar.
      E isso ocorre porque, quando há grandes perdas de estrutura dental, a indicação recai em coroas parciais ou totais, mas não em restaurações convencionais.
      A coroa protética, ao mesmo tempo, restaura e fortalece o dente, ao passo que as restaurações simples somente restauram a forma perdida do dente, mas a resistência que ela propiciada é bem limitada.
      Daí, então, o dente quebra ou desenvolve cárie.

      No seu caso, então, não há outra solução, a não ser a colocação de coroa.
      Faça com especialista e cuide bem dela, controlando o consumo de açúcar fora de hora (refrigerantes, sucos, balas,chocolates, etc)_e passe fio dental bem em sua margem.

      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  96. boa noite dr,a minha duviida é os ultimo dente superior,aguenta pino por quanto tempo ou coroa.,a outra pergunta é o pino da minha coroa quebrou dentro da raiz do dente,tem como retira-lo e colocar outro.

    Responder

    1. Ênio, boa noite.

      Geralmente, a decisão quanto à confecção de coroa associada ou não ao pino irá depender de quanto sobrou da coroa do dente natural.
      O pino nada mais é do que um tipo de estaca que usa a raíz de seu dente para ancorar a sua futura coroa protética.

      Quanto ao pino que fraturou dentro da raíz, somente o dentista conseguirá indicar a remoção ou não.

      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  97. Eu fiz um canal no meu dente da frente a uns 5 meses, o meu dentista me alertou para não comer coisas duras no dente. Ai depois que passou uns 5 meses eu estava comendo uma bolacha e o meu dente do canal caiu. Seria melhor colocar uma coroa ou um pivô??

    Tenho duvidas sobre isto.

    Responder

    1. Olá, Vitor.
      Quase sempre (mais de 95% das vezes), quando se faz um tratamento de canal, deve-se restaurar a parte do dente perdida por meio de coroas, sejam elas parciais ou totais.

      Quando se perdeu toda ou quase toda a estrutura da coroa do dente natural, deve-se optar pela colocação de um pino (núcleo) no interior da raiz do dente, a fim de dar ancoragem à futura coroa protética. Então, logo após a colocação do pino dentro da raiz, faz-se a confecção da coroa protética definitiva.

      O termo “pivô”, assim como você leu no post, é um termo antigo, onde se fazia conjuntamente a coroa e o pino protético em uma peça única (tipo “monobloco”). Em geral, a coroa + pino protético confeccionado em separado (em partes) dá um resultado melhor em termos de adaptação e longevidade da peça.

      À disposição para outros esclarecimentos,

      Wagner Munhoz

      Responder

  98. Boa noite! Fiz um canal no meu último dente posterior há uns dois anos e a parte de trás do dente quebrou. Fui aos meus dentistas de confiança e um deles me disse para fazer uma restauração, que durará em média 4 anos. Dessa forma evitaria de fazer algo tão radical quanto a coroa. A dentista que faria a restauração me aconselha a fazer a coroa, pois ela não garante que a restauração dê conta e disse que a quebra foi bem funda. Estou na dúvida do que fazer. A questão não é o valor, visto que a coroa é bem mais cara do que a restauração. Quero algo que me dê segurança e que não me deixe preocupada. Pode me ajudar com a sua opinião?

    Responder

    1. Natália, bom dia.
      Ao que me parece, a partir do seu relato, que a opção recai 100% na coroa protética, sem muito mais em que pensar.
      Duas coisas você terá que verificar com o seu dentista:
      1) O seu tratamento de canal está ok? Isto é, você precisará re-tratar o canal antes da confecção da coroa?

      2) A coroa a ser confeccionada será parcial ou total? A coroa parcial é mais conservadora ao dente que a coroa total. Sempre que possível, deve-se optar por ela.

      Após a confecção da coroa, lembre-se de que a manutenção dela e de seus outros dentes deve ser rigorosa: fio dental diário, passado por debaixo da coroa, controle alimentar, evitando – como regra – açúcar entre as refeições ( balas, refrigerantes, sucos, chocolates, etc.) entre as refeições e antes de dormir.

      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  99. Boa noite
    Terminei um tratamento de canal no meu dente na parte de baixo, um dente mais usado na mastigação, ha uns 6 meses.
    Desde quando comecei esse tratamento, toda vez que ia no dentista pra finalizar, o dente estava doendo e fiquei 1 ano e meio pra terminar….
    Agora de vez em quando ele começa a doer….
    Não sei o que faço.
    Seria melhor colocar um pivô no lugar?
    Tenho dúvidas….

    Responder

    1. Andréia,
      Tratamentos de canal demorados e complexos sempre é uma incógnita, ainda mais para alguém como eu que está de fora,sem acesso direto a você.
      Por outro lado, acho que se o dente eventualmente dói, há uma sugestão de que a resposta dele ao tratamento não foi 100%/
      Deve-se entender o porquê.
      Nunca é normal que um dente fique doendo. E a dor pode ser devida à infecção residual em um dos canais, trinca ou fratura do dente ou restauração alta, isto é, com contato dentário alto.
      Enquanto houver dor e não se souber precisamente a causa, o pivô ou a coroa estão contra-indicados.

      Converse novamente com o seu dentista e, caso, necessário, peça uma segunda opinião de um especialista em canal, um endodontista.
      À sua disposição para outros esclarecimentos.
      Wagner Munhoz

      Responder

  100. Bom dia,o meu caso é este,tenho 20 anos,e meus dentes são extremamente fracos,e sempre começam a se carear na lateral do dente,ou seja acima da gengiva,faz 4 anos que fiz uma restauração,esse ano ela quebrou um pedacinho,mais como falei,a restauração é ao lado do dente,fui a minha dentista,e ela restaurou novamente,perguntei se seria preciso um canal,mais ela falou que o melhor a fazer agora seria restaurar,o canal ficaria adiado por um tempo,até novos problemas nesse dente,mais ao sair do seu consultório,ela me falou que meu dente é muito restaurado,e que eu ñ ficasse comendo coisas durar em cima dele,o meu dente é um pouco na frente,ñ uso ele pra comer,o dente ficou com uma aparência normal,não doi,ñ me incomoda,sou muito preocupada com essas coisas,porfavor me ajude com uma resposta para que eu me tranquilize,gostaria de saber se eu procuro um outro dentista pra fazer um canal,ou coroa,ou então eu espero o dente apresentar algum problema,o dente ñ me incomoda,e tbm não ficou sencivel,eu apenas fiquei preocupada,pelo fato de ser um dente bem restaurado…eu vou agradecer muito,se tiver uma resposta rápida!!obrigada!Deus abençoe!

    Responder

    1. Gabriely,

      Aquilo que vou dizer agora, talvez você nunca tenha ouvido antes.
      Preste atenção, por favor, e tenha uma mente aberta para que você possa aprender algo que mude totalmente a sua saúde de dentes e gengivas.

      Vamos lá.

      Primeiramente, “dentes extremamente fracos” é algo muito raro de ocorrer, senão quase impossível.
      O que frequentemente ocorre, Gabriely, é que existem alguns hábitos alimentares e algumas falhas nas técnicas de autocuidado pessoal, com seus dentes e gengivas que fazem com que os seus dentes adoecam (isto é, apareçam cáries neles) ou suas gengivas sangrem.

      Estes hábitos alimentares equivocados ou deficiências técnicas em seu autocuidado pessoal, faz com que o ocorra um desequilíbrio em sua boca, levando à agressão de seus dentes e gengivas, ok?

      Até agora você entendeu o que estou lhe dizendo?
      Então, não existem bem “dentes fracos”, mas sim “dentes constantemente agredidos” pelos hábitos alimentares Errados e deficiência de autocuidado.

      Primeiramente, então, a partir de hoje, você precisa substituir alimentos açucarados entre as refeições e antes de dormir”.
      Então, por favor, pare de tomar refrigerantes, sucos, chupar balas, chicletes, cafés açucarados, chocolates, doces e afins nestes horários… isto, é claro, como uma regra rotineira, não em uma eventualidade.

      Segunda coisa: melhore cotidianamente a sua higienização de gengivas e dentes, por meio do uso correto do fio dental e escovação (veja os posts neste blog sobre técnicas de higiene da boca).

      Outra coisa que você irá ter que fazer com os seus dentes que já foram afetados é trocar restaurações grandes por coroas parciais ou totais.
      Não faça restaurações onde haja indicação de coroas ou pivôs, ok?
      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

      1. ok; entendi,obrigada,gostaria de fazer uma outra pergunta,se caso eu for a algum dentista,e ele colocar uma coroa,o meu dente vai precisar ser extraido?pq ele nunca passou por um tratamento de canal,só tem uma grande restauração,acho que ñ é profunda,pois pelo que minha dentista me falou,o esmalte do meu dente se degastou,caso coloque uma coroa,meu dente sendo bem tratado,pode ter sucesso esse tratamento,ou é melhor eu optar logo por extrair o dente?fico apavorada,pois só de pensar em perder um dente da frente,me desanimo completamente,um dente com implante não é a mesma coisa Wagner!obrigada pela sua grande atenção,aparti de hoje usarei corretamente o fio dental!

        Responder

        1. Gabriely, você está certa nesta sua preocupação.
          Os dentes não devem ser extraídos sem motivo muito preciso.

          A indicação entre coroa ou manutenção de restauração grande deve ser feita pelo dentista que está olhando diretamente para o seu caso.
          Por outro lado, caso haja indicação, é melhor que se faça uma coroa bem feita do que se deixar uma restauração grande em um dente.
          Isto porque a coroa não somente procura restaurar (dar a forma original) o dente, mas reforçar a sua estrutura para que ele não venha quebrar de novo.
          A restauração grande é contra-indicada porque, além de poder infiltrar com mais facilidade, não confere ao dente uma resistência adequada. Em um futuro próximo ou distante, ele acabará variando novamente ou quebrando.

          Veja, Gabriely, caso haja opção pela coroa, é melhor que se faça com o especialista em prótese ou com profissional com voa experiência nisso.
          A necessidade de tratamento de canal ou não, vai depender da técnica de coroa a ser usada, ok?
          Se não houver necessidade de tratamento de canal, melhor.

          Se houver possibilidade de colocação de uma coroa, não será necessária a extração do dente, significa que ele será preservado.
          Importante: mude a sua alimentação a partir de agora, ok?
          Veja neste blog um vídeo sobre cárie dental em
          http://www.orofacial.com.br/orofacial_34

          À sua disposição para outros esclarecimentos
          Wagner Munhoz

          Responder

  101. Bon dia, bom estou com muita dúvida, minha filha tem que fazer um tratamento dentário, sendo que ela tem dois dentes bem quebrado (os molares) levei em dois dentistas que disseram que que ela teria que colocar uma coroa, em uma terceira opinião o dentista me aconselhou a extrair os dentes, ela tem apenas doze anos. Segundo o dentista o dente já ñ tem Maia estrutura então ñ compensa a colocação da coroa mas a raiz dela está perfeita. O que fazer?

    Responder

    1. Jaciane, como vai?
      Grato pela sua pergunta.
      Esta questão éuito recorrente em consultório dentário…e também não sempre de fácil resposta, quanto mais sem conseguir ver o caso de sua filha pessoalmente.

      Por outro lado, vou responder aquilo que eu faria pela minha filha, caso eu estivesse em seu lugar, ok?

      Inicialmente, eu levaria a criança a um especialista em tratamento de canal (endodontista) para que ele avaliasse os canais do dente.
      Se ele der o aval positivo quanto à possibilidade de tratamento de canal, você levaria a sua filha a um protesista (especialista em coroas dentárias) e peça para ele uma opinião.
      Caso haja a possibilidade de canal+coroa, faça o tratamento.
      Um tratamento desses, bem confeccionados e bem cuidado pela sua filha ( necessidade de controle de açúcar + fio dental 3xdia + escovação dos dentes bem realizada) tende a durar décadas…

      À sua disposição para outros esclarecimentos
      Wagner Munhoz

      Responder

  102. Bom dia,

    Refiz recentemente uma coroa que estava sempre caindo. Perguntei ao meu dentista se não seria caso para implante dentário, ele disse que não.

    A coroa ficou com um ” jogo “, não ficou 100% fixa. O dentista disse para fazermos um implante e que essa coroa pode ser aproveitada no implante, e no caso eu só perderia o pino.

    Gostaria de saber se procede essa informação. É possível aproveitar a coroa para o implante ?

    Responder

    1. Mauro, boa tarde.

      Como não cheguei a ver o seu caso diretamente, fica difícil lhe dar uma resposta objetiva.

      Por outro lado, desconheço esta possibilidade de aproveitamento de coroa do dente natural para o implante.

      Verifique com ele se se trataria de uma coroa definitiva ou se ele a utilizaria como uma coroa provisória, a qual é utilizada temporariamente durante o tratamento dentário, enquanto a coroa definitiva fica pronta.

      À sua disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

      1. Boa tarde,

        Então, ele disse que utilizaria essa coroa que foi realizada para o pino, só que agora no implante.

        Responder

        1. Realmente, desconheço esta técnica, Mauro.

          Precisaria perguntar ao dentista qual o material foi confeccionada a coroa sobre o pino a fim de se saber se ela aceitaria ajustes para o seu uso sobre implantes.

          À sua disposição para maiores esclarecimentos.

          Wagner Munhoz
          PS: Procure no site outros posts sobre coroas com ou sem metal, a fim de saber mais sobre os materiais que são feitas as coroas.

          Responder

  103. ola boa noite meu nome e welisson eu fiz um canal no dente da frente so agora eli caiu ja tinha 2 anos ja e que solusao rezouvia

    Responder

      1. ola e seguinte e que eu fiz um canal no dente a dois ano a trais e agora eli quebrou que solusao poderia me em dica pra mim faze

        Responder

        1. Welisson, aquilo que ocorreu em seu dente é muito comum de acontecer nos dentes das pessoas que fazem tratamento de canal…não pelo tratamento de canal em si, mas sim pelo tipo de restauração que geralmente se é colocada no dente para recompor a parte do dente que foi perdida pela cárie ou quebra do dente.

          O que eu tenho que te dizer é muito importante: quando você faz um tratamento de canal em um dente, é obrigatório, em quase a totalidade das vezes, a colocação de uma coroa (também chamada de “jaqueta”) ou de um pivô para reconstruir a parte do dente que foi comprometida pela cárie, pelo desgaste ou quebra.

          Caso não se faça dessa forma, o dente fica debilitado (fragilizado), susceptível a quebras ou à infiltração de novas cáries.

          Você me perguntou o que você deve fazer com o seu dente que tem um tratamento de canal e que veio a quebrar.

          A reposta é: 1) procure um dentista de sua confiança; 2) Peça que ele avalie e faça uma radiografia do dente; 3) Pergunte a ele se o dente tem salvação ou se será necessária a extração (remoção do dente); 4) caso haja possibilidade de salvar o dente, peça para ele fazer uma coroa para restaurar a parte do dente que foi perdida; 5) Caso não seja possível salvar o dente, peca para ele fazer a extração e a colocação de um implante dentário.

          Fico à disposição para outros esclarecimentos, ok.

          Saudações

          Wagner Munhoz

          Responder

  104. tenho um pivô de porcelana já tem 10 anos e agora ele caiu ai coloque de novo ele caiu gostaria de saber sem tem outros metos sem ser implante porque sou muito medrosa FICO APAVORADA QUANDO VOU NO DENTISTA RSRS

    Responder

    1. Neide, td bem?
      Os pivôs têm tempo de vida útil.
      No seu caso, aparentemente, 10anos, o que é razoável.
      Quando o pivô vem a cair, eu sempre sugiro que se troque por um novo…não acredito, em geral, na re-cimentação.
      Por outro lado, Neide, nem sempre a confecção de um novo pivô é possível.
      Tudo irá depender da avaliação, pelo dentista, das condições da raíz do dente.
      Isto porque, muitas vezes a raiz onde se apoiaria o pivô estaria fragilizada, contra-indicando um novo pivô.
      Caso não seja possível a confecção de um novo pivô, a opção de escolha recai no implante dentário.
      Abcs

      Responder

      1. Implante dentário ou procurar um bom protético para faze um ponte acrilica transparente de um só dente.

        Responder

        1. Maria,
          uma vez condenado o dente natural e havendo a possibilidade de colocação de implante dentário, sempre este é a melhor escolha.

          E por quê?

          Ora, o implante bem confeccionado, comporta-se como um verdadeiro “dente postiço”. A pessoa até vem a pensar, com o passar do tempo que o dente é natural dela mesma (lógico, sempre há exceções, ok?…).

          Já a prótese acrílica de 1 só dente, sempre a pessoa irá lembrar que falta um dente nela…além do mais ela pode vir a quebrar o dente acrílico com muita facilidade.

          Estas próteses de acrílico duro (não a prótese chamada “flexível”) é realizada somente para fins temporários, não para uma substituição definitiva do dente perdido, ok?

          À sua disposição para outros esclarecimentos.
          Wagner Munhoz

          Responder

  105. Wagner..boa noite – por ter tomado muitos remédios na infancia/adolescencia/idade adulta, meus dentes são feito pau podre – facilmente quebram e para piorar, na infância meu dentista abria buracos enormes para obturação (meus dentes eram (e os que sobraram) pequenos de tudo); no fim, sobrou uma casquinha. Recentemente implantei prótese fixa e apos poucos meses de uso e a perda de um dos dentes que segurava a mesma, precisei trocar. Perfeito o serviço, mas o pior estava para acontecer. Cerca de 6 meses depois um dos dentes que segurava a protese começou doer muito… Voltei ao dentista e o mesmo disse: “Tratamento de canal” – ele tentou tirar a protese fora porem disse que estava muito bem presa. Meu dinheiro esta no fim – preciso tirar isso fora, tratar o canal desse dente e voltar a protese p lugar. Como faço isso SEM PRECISAR FAZER NOVA PROTESE ?? . Caramba,esta quase solta – esta dificil fazer uma nova a menos que faça de um material bem porcaria. Pergunto: como posso tirar isso fora?? Posso colocar algum produto para ‘soltar essa cola”??? Esta quase solta. Por favor, mostre uma luz. Abraço Manoel (epilepsia)

    Responder

    1. Manoel, boa noite.
      O seu caso merece ser visto e acompanhado com atenção.

      Veja, eu entendo que você teve muitos problemas dentários trazidos de sua infância.

      Por outro lado, vejo que atualmente a sua boca, isto é, os seus dentes e gengivas estão em estado de desequilíbrio.
      Este estado daquele desequilíbrio, tem levado a estes problemas de quebra de dentes…e por quê?
      Ora, você tem muitas restaurações (obturações) grandes em seus dentes. Isto é totalmente contra-indicando. E por quê?
      Veja Manoel, as restaurações somente são indicadas quando a perda de estrutura do dente é pequena. Quando há muita perda de estrutura, o dente está enfraquecido e uma mera restauração, apesar de procurar restabelecer a forma do dente, não consegue restabelecer a força original dele….resultado: o dente vai quebrando, quebrando, até que não sobra mais nada…e perde-se o dente.
      Então, Manoel, quando há uma perda maior de estrutura do dente devido a cáries ou fraturas, a única indicação é a coroa dentária, seja ela parcial ou total.
      Quando toda a coroa é comprometida, deve-se utilizar um pino (núcleo) ancorado dentro da raíz do dente (como se fosse uma estaca de ancoragem), sobre a qual se apóia uma coroa. Isto é chamado popularmente de “pivô”.

      Importante, Manoel: Enquanto você não trocar estas restaurações grandes por estas coroas, os seus dentes irão quebrar, um-a-um, até perder tudo…
      Agora, deixa-me falar sobre o seu problema com a prótese fixa.
      Muitas vezes, é possível sacar a prótese fixa inteira, fazer o canal e depois re-cimentar a prótese.
      Noutras vezes, isso não é possível.
      Acho que você deve retornar ao seu dentista, reavaliar a possibilidade de sacar a prótese fixa.
      Tem-se que pensar bem e fazer com muito cuidado porque pode dar comprometimento em algum dos dentes pilares da prótese.
      Não há como remover de outro jeito, ok?
      Abcs

      ..

      Responder

  106. Olá Wagner, tudo bem? Por favor tenho uma dúvida referente a um pivô do lado direito no primeiro pré molar. Certa vez, recordo de ter tido dor e ido a um dentista que retirou o pivô, limpou e obturou o pequeno dente existente ali. Ele recolocou o pivô e ficou bom. Atualmente quando como doce (rsrsrs) ele incomoda. Fui a um outro dentista que me falou que é totalmente impossível retirar e recolocar um pivô! E agora? Qual é a verdade sobre isso? Obrigada.

    Responder

    1. Nancy, td bem?
      Realmente é impossível um pivô doer com doce, uma vez que, para confecciona-lo, deve-se necessariamente fazer o tratamento de canal, com a remoção do nervo do interior do dente.
      No entanto, se for um caso somente de uma coroa protética, muitas vezes, pode ser dispensado o tratamento de canal.
      Muitas vezes vêm pacientes se queixando de dor em um dente, quando na verdade, a fonte de dor estava no dente vizinho.
      Portanto, deve-se fazer, antes de tudo, um bom diagnóstico de qual dente está realmente doendo e por que está doendo.
      Consulte o seu dentista novamente, ou peça uma segunda opinião, ok?
      À disposição para outros esclarecimentos.

      Wagner Munhoz

      Responder

  107. Tenho 49 anos e ainda tenho um dente de leite à frente, mas esta a cair.Estou indecisa quanto ao tratamento mais adquado .
    Se me puderem ajudar quanto ao tratamento Agradeço.
    Obrigada

    Responder

    1. Helena, td bem?
      Em geral a substituição de um dente de leite se faz por meio de implantes dentários.
      Caso não seja possível a colocação de implantes dentários, você pode usar um prótese adesiva, a qual é colada nos dentes laterais. sem quase desgastes dos mesmos.
      À disposição para maiores esclarecimentos.
      Abcs
      Wagner Munhoz

      Responder

  108. Oii o meu dente da frente está caiu ele subiu e agora está muito mole quanto costa pra mim coloca ouro fazer alguma coisa pra eu não fica sem dente

    Responder

    1. Janaína, td bem?
      Orofacial é um Projeto Digital online que busca levar conhecimento, dicas e informações sobre saúde e estética de boca e face às pessoas.
      Nós não prestamos atendimento clínico.
      Por outro lado, caso você queira algum tipo de respaldo para o seu problema, por favor, envie e-mail para wagner.munhoz@orofacial.com.br .
      Abcs
      Wagner Munhoz

      Responder

  109. Oi!
    Depois de tratamento ortodontico, que deixou meus dentes bem alinhados, fiz tratamento estético com laminas de porcelana nos 6 dentes da frente, embora só os dois frontais ja tinham tido carie.Mas o resultado ficou bem bom.Foi desgastado minimamente os dentes , como eu pedi. Acontece q outro dia, tive um desmaio, e caí com o rosto no piso fraturando os cantinhos centrais entre dos dentes da frente (como se fosse um V invertido). Como sei que as laminas de porcelana não são reaproveitáveis, fui num bom dentista deminha cidade atual p fazer outras. Não sei se houve falta de comunicaçao, o fato é q hj qdo fui a primeira sessao, qual não foi a minha surpresa qdo percebi q ele havia desgastado muuuito meus dentes e no final descobrir que a tal lamina com “braçadeira” q ele havia mencionado na primeira consulta se tratava nada mais que a velha conhecida ( e obsoleta, imagino) “jaqueta”.. . Na verdade ele disse q é o mais indicado p meus dentes pq um deles tinha metade de restauraçao e tratamento de canal e ele nao usa fazer colagem em cima de restauraçao, gosta de colar só sobre as partes originais do dente…enfim, achei meio extranho , apesar de se tratar de um profissional mt respeitado por aqui, considerado o melho.Eu não gostaria de ter colocado jaqueta.Tenho uma certa implicancia. Tenho a impresao q ficou obsoleta. Por favor, qual a sua opiniao? Acha q realmente era o mais aconselhado p o meu caso?
    As jaquetas podem ter um efeito natural como as lâminas?
    Por que quase nao se houve falar nelas?
    São recomendadas para dentes alinhados ( como os meus) porem ( um deles) meio frágil e com restauraçao?
    Será q vc poderia fazer uma comparação entre jawueta de porcelana e facetas de porcelanas, independente de valor???
    Muitíssimo obrigada de antemão por sua atenção!

    Responder

    1. Luíza, agradeço o seu comentário, acho que ele poderá ser útil para muita gente.
      Fico chateado por seu acidente, após tanto cuidado seu com seus dentes, o tempo dispendido e o gasto de dinheiro.

      “Jaqueta” é um nome de um tipo antigo de coroa oca de porcelana (cerâmica). Ela era relativamente estética, porque não tinha esqueleto metálico por baixo da porcelana. Desgastava-se muito o dente, mais ou menos 2mm de recuo para dar espaço para a jaqueta.

      Este tipo de tratamento basicamente não é mais feito por causa da estética e do grande desgaste do dente.
      No entanto, muitos dentistas usam este nome junto ao paciente para se referir à “coroa total em cerâmica”.

      Está coroa em cerâmica pode ser de 2 tipos básicos: a metaloceramica (com esqueleto em metal) e a metal-free.
      Geralmente, o segundo tipo é mais caro e mais estético em curto e longo prazos.

      Ele não deve ter feito uma nova faceta em substituição da antiga que fraturou porque ele deve ter visto uma restauração de resina em seu dente devido à cárie antiga.

      Eu sempre sugiro às pessoas que sempre retornem ao mesmo dentista e que não o troquem com facilidade, salvo por insatisfação…acho que no seu caso,vc deveria ter continuado com o dentista anterior simplesmente porque ele já te conhecia, bem como as suas necessidades.
      Por outro lado, parece que o atual dentista acertou no seu tratamento, mas utilizou o critério de durabilidade do tratamento.

      À sua disposição para outras dúvidas.
      Abcs
      Wagner

      Responder

  110. Meu canal quebrou,fui ao dentista e fiz um pivô no dente superior da frente,mas a cor ficou muito diferente dos outros dentes e também ficou muito pra frente onde quando mastigo só topo no pivô.Isso é normal ou tenho que voltar no dentista?

    Responder

    1. Teresinha, um tratamento dentário, qualquer que seja deve ter por finalidade a correção da estética e da função do dente que foi afetado por problemas de cárie ou fratura.
      Caso você não esteja satisfeita com o seu tratamento dentário, você deveria expor esta insatisfação ao seu dentista a fim de até mesmo pensar em re-confecção de seu tratamento.

      Noutras, vezes não obstante, a sua insatisfação pode ser fundamentada a partir de uma limitação da técnica de restauração, no seu caso o pivô.

      Qualquer dúvida adicional, pode escrever novamente, ok.

      Responder

      1. Meu pivô do dente da frente se soltou num sábado de manhã. Fui no Postinho e a dentista colou novamente. Só que quando fui testar a mordida achei desconfortável, pois parecia que o dente estava levemente inclinado para a frente. A Dentista olhou e disse…..pra mim parece tudo certinho. Mas, também não tem como descolar agora…tem que ficar assim mesmo….quando descolar de novo a gente ajeita. É correto isso? Depois de cimentado o pivô não tem como remover para corrigir alguma falha no posicionamento? No caso foi utilizado para cimentação Cimento de Ionômero de Vidro Maxxel. Obrigado Roberto.

        Responder

        1. Olá, Roberto.

          A re-cimentação de um pivô sempre é um desafio. Sempre quando se re-cimenta, corre-se o risco de certa imprecisão.
          O ideal seria a re-confecção da peça, uma vez que, se o pivô atual caiu, significa que ele deve ter algum problema inerente à peça em si.
          Em outras palavras, a que da de um pivô é um sinal de alerta de que ele deve ser trocado.

          A remoção de um pivô recém-cimentado também é um desafio, uma vez que, ao se tentar puxá-lo para fora, corre-se o risco de se fraturar a raiz do dente.
          Existem alguns aparelhos específicos que tracionam o pivô de forma atraumática, por meio de ultrassom, o que miniminiza a possibilidade de fratura da raiz.
          Por outro lado, certamente, em postos de saúde este equipamento não estará à mão.

          Um fato que você relatou, o qual me preocupa, é a constatação de que o pivô ficou um pouco alto, fora de posição.
          Isto poderá (depende de cada caso) dar pressão na raiz, propiciando fratura da mesma.
          Acho que seria importante, então, ao menos, fazer um certo ajuste no pivô (leve desgaste) a fim de evitar o excesso de carga.

          À sua disposição para outros esclarecimentos,

          Wagner Munhoz

          Responder

          1. Ola Wagner Munhos , Faz alguns dias que eu estava em um processo de canal do meu dente da frente que quebrou e hoje já foi colocado o pino e a coroa
            .Mas sinto que esta mole ..quanto tempo leva para endurecer ou já devia ter endurecido ? Estou com medo de comer e a coroa cair

            Responder

            1. Oi, Michelle.

              A coroa e pino, após a cimentação, já está pronto para uso…não deveria apresentar mobilidade.

              Caso você esteja com este problema, seria bom procurar o dentista que confeccionou para que ele possa dar uma avaliada na peça.

              Dentes restaurados com coroas protéticas e que apresentam mobilidade pode ser sinal de descolamento da coroa protética, excesso de carga sobre o dente ou mesmo, em casos graves, fratura de raiz.

              À disposição para outros esclarecimentos,

              Wagner Munhoz

              Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *