Orofacial #79 – Dente Quebrado – Tem Conserto? Como Prevenir?

Tempo de leitura: 4 minutos

 Dente Quebrado – Tem Conserto? Como Prevenir?

dente-quebrado

Pode até parecer que, na maior parte das vezes, a fratura de um dente é algo imprevisível.

O dente quebra, você ouve (e sente aquele “toc!” e parece que tudo foi um acidente…Pode até parecer que isso seja verdade…

Mas não é!

Na maior parte das vezes, a fratura de um dente é altamente previsível. Muitas vezes, previsível até muitos anos antes de acontecer a fratura.

Assista este vídeo e você saberá o porquê.

Ora, se a fratura de dentes é, na grande maioria das vezes, algo previsível, então ela pode ser facilmente prevenível.

E como prevenir a fratura de dente? 

Como você viu no vídeo, a fratura pode ser devido a um macro-trauma (ou seja, por causa de uma batida, uma pancada no dente) ou devido a uma fragilidade do dente.

O macro-trauma é devido a um acidente. Se você dirige um carro, nunca se esqueça de usar o cinto de segurança; se você faz um esporte de contato (tipo box ou karatê) nunca se esqueça do protetor de dentes, etc. 

 

Dente Quebrado Macrotrauma

O lábio superior tem a função de proteger os dentes superiores…

Lábio curto: Veja que esta pessoa possui lábio curto, mostrando muito os dentes ao falar ou sorrir.
O lábio curto não consegue proteger tão bem os dentes superiores , aumentando a possibilidade de fratura dos dentes.

Se você tem o lábio superior curto (isto é, os dentes aparecem muito quando você fala ou sorri), os seus dentes anteriores estão naturalmente desprotegidos.

Uma das funções do lábio é justamente proteger os dentes de possível traumas, como se fosse um air-bag. Se esta proteção está ausente, então a possibilidade de fratura do dente ao menor toque é aumentada.

Então, o seu cuidado deve ser redobrado. Ao segurar bebês, por exemplo, a chance de uma inadvertida cabeçada da criança em seus dentes poderá levar à fratura de um ou mais dentes.

Restaurações grandes = Dentes enfraquecidos !

Dente Quebrado Restaurações Grandes
Restaurações Grandes = Dentes Enfraquecidos.
Às vezes, a gente pode até acreditar que a fratura de um dente como estes da figura seja uma mera fatalidade.
Não!
Nestes dentes deveriam ter sido colocadas as coroas dentárias.

Você assistiu no vídeo que quando as restaurações dentárias estão  muito grandes, elas podem na verdade estar favorecendo a fratura do dente: a pessoa mastiga, coloca carga em cima de um dente que está, na verdade enfraquecido.

O pior é que um dente com restauração grande não fratura, em geral, de um dia para o outro. Às vezes, poderá demorar meses ou até muitos anos após a confecção da restauração grande.

Daí, então, a pessoa encara a fratura do dente como uma fatalidade, quando, na verdade, se trata de um equivoco de indicação de tratamento pelo dentista.

Não se deve fazer restaurações grandes em um dente.

Se houve a necessidade de uma grande reposição de estrutura perdida do dente, a indicação é de uma coroa protética.

Veja mais sobre isso neste outro post

 Diferenças entre restauração dentária e coroa dentária

Outro problema de restaurações grandes é que elas infiltram cáries por debaixo delas com mais facilidade do que uma restauração pequena ou mesmo de uma coroa protética bem feitas. Então, devido a esta cárie oculta por debaixo da restauração, tanto ela  como o dente ficam fragilizados e tendem a quebrar durante a mastigação habitual de alimentos, mesmo que estes alimentos sejam macios.

Para prevenir estas cáries ocultas você deve sempre evitar rotineiramente (não como uma exceção eventual) o açúcar entre as refeições ou antes de dormir.

Saiba mais sobre cárie dentária infiltrada (oculta) neste post

Cárie dentária, o que é e como prevenir 

Além da higiene de dentes correta e controle do uso de açúcar, para prevenir a quebra do  dente devido a cárie dentária infiltrada, você deve ir ao dentista periodicamente para avaliação de  e seus dentes  e e fazer radiografias dos seus dentes.

Radiografia dentária tipo interproximal que o dentista usa para detectar cárie dentária infiltrada precocemente.

 

Saiba mais sobre como a radiografia dentária pode detectar a cárie dentária infiltrada precocemente, lendo este post.

Radiografia interproximal (ou proximal) para detectar cárie dentária infiltrada (oculta)

 Você quebrou o dente e está com dúvidas de como proceder? Deixe sua pergunta abaixo. Terei prazer responder para você! 

 

 

2 Comentários


  1. Olá Boa tarde, eu tenho o sorriso baixo porque minha gengiva é muito pequena, então meus dentes nao aparecem ou fica muito artificial quando tento sorir e mesmo assim minha fisionomia muda drasticamente ficando estranho demais. Seria possível a correção? Nunca sorrio, desde jovem não tiro fotos sorrindo e hj com o cargo de gerência na minha empresa tenho sido muito cobrada por uma imagem positiva ( com sorriso expressivo) tenho receio de perder meu emprego. helpppppp

    Responder

    1. Olá, Fernanda.
      A estética do sorriso é influenciada por muitos fatores, assim como você pôde ler no post acima.

      Para que se consiga propor uma solução estética para o seu sorriso, deve-se fazer uma avaliação muito refinada, diretamente com especialista em estética dental.

      Sugiro que você faça um diagnóstico estético de seu sorriso com um especialista.
      Procure um nome no site da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética

      http://www.sboe.com.br

      Quaisquer dúvidas, estou aqui à disposição.

      Wagner Munhoz
      Sugiro

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *